quinta-feira, 12 de julho de 2012

Dia Mundial do Rock - 13 de julho


Para quem não sabe, foi no dia 13 de julho de 1985 que Bob Geldof, vocalista da banda Boomtown Rats, organizou aquele que foi, sem dúvida, uns dos maiores shows de rock da Terra: o Live Aid, uma perfeita combinação de artistas lendários da história da pop music e do rock mundial.
Além de contar com nomes de peso da música internacional, o Live Aid tinha um teor mais elevado, pois era a tentativa nobre de conseguir fundos para que a miséria e a fome na África pudessem ser minimizadas.
Os concertos foram realizados no Wembley Stadium em Londres (com uma platéia de aproximadamente 82,000 pessoas) e no John F. Kennedy Stadium na Filadélfia (aproximadamente 99,000 pessoas). Alguns artistas apresentaram-se também em Sydney, Moscou e Japão. Foi uma das maiores transmissões em larga escala por satélite e de televisão de todos os tempos — estima-se que 1,5 bilhão de espectadores, em mais de 100 países, tenham assistido a apresentação ao vivo
O concerto seria como a continuação de outro projeto de Geldof e Ure, o bem-sucedido "Do They Know It's Christmas?", gravado por uma conjunção de músicos britânicos e irlandeses sob o nome "Band Aid".
A participação do promotor de eventos musicais Harvey Goldsmith foi primordial para transformar os planos de Geldof e Ure em realidade. Assim o evento foi crescendo e ganhando visibilidade enquanto vários artistas ingleses e norte-americanos concordavam em participar. Quanto ao montante final arrecadado, superou em muito as expectativas iniciais de 1 milhão de libras: estima-se que tenha ultrapassado os 150 milhões de libras (aproximadamente 283,6 milhões de dólares). Em reconhecimento a seus esforços, Geldof seria posteriormente condecorado com a ordem de "Cavaleiro do Império Britânico".


O concerto começou às 12 horas (horário local) em Wembley, Inglaterra, e continuou no JFK Stadium (EUA) às 13:51. As apresentações no Reino Unido terminaram às 22:00, enquanto que no JFK a conclusão deu-se às 04:05 da madrugada. Conclui-se então que o concerto teve 16 horas, mas uma vez que as apresentações de muitos artistas aconteceram simultaneamente no Wembley e no JFK, a soma final é bem maior.
Nenhum concerto antes havia reunido tantos artistas famosos do passado e do presente. Entretanto, na última hora, alguns músicos já anunciados acabaram não aparecendo, como Tears For Fears, Julian Lennon e Cat Stevens, enquanto Prince mandou em seu lugar um videoclipe da canção "4 The Tears In Your Eyes". Stevens compôs uma canção especialmente para o evento, que nunca chegou a apresentar - se o tivesse feito, seria seu primeiro concerto público após sua conversão ao islamismo. O Deep Purple também deveria se reunir para o evento, mas Ritchie Blackmore recusou-se a participar.
Mick Jagger pretendia originalmente se apresentar nos EUA num dueto intercontinental com David Bowie em Londres, mas problemas de sincronismo impossibilitaram a tarefa. Ao invés disso, Jagger e Bowie criaram um videoclipe da canção que apresentariam juntos, uma versão de "Dancing In The Street". Jagger ainda se apresentou com Tina Turner na seção estadunidense do concerto.
Ambos os eventos principais do concerto terminaram com seus respectivos hinos anti-fome, o "Do They Know It's Christmas?" da Band Aid no Reino Unido e "We Are The World" do "USA For Africa" fechando o show nos EUA.
Desde então vários discos e vídeos piratas com os concertos do Live Aid têm circulado livremente. O evento nunca foi planejado para ser lançado comercialmente, mas em novembro de 2004 a Warner Music Group lançou um DVD quádruplo do concerto para tentar dar um fim à pirataria.
Quanto aos shows, o Queen abriu seu show com "Bohemian Rapsody" sob intensa ovação e os maneirismos do vocalista Freddie Mercury levaram toda a platéia no Wembley a bater palmas durante "Radio Ga Ga" e a cantar junto, verso por verso, além dos clássicos "We Will Rock You" e "We Are The Champions". A apresentação da banda acabaria sendo eleita em uma enquete como o "Melhor Show Ao Vivo" já realizado.
Outro momento que chamou a atenção do público foi quando David Bowie apresentou a canção "Heroes" e a dedicou a seu filho e também "aos filhos do mundo".
A perfomance do U2 foi considerada uma das melhores - algo que mais tarde os transformaria em superastros. Bono Vox pulou do palco para dançar com uma garota, e por causa disso a banda deixou de tocar uma das três músicas que originalmente iriam apresentar. Em julho de 2005, a garota que dançou com ele revelou que na verdade Bono salvou sua vida. Ela estava sendo esmagada pela multidão que se aglomerava na frente do palco. O vocalista gesticulou freneticamente para que os seguranças a ajudassem, mas eles não entenderam, então Bono pulou do palco para ajudá-la. A cena pode ser vista no DVD do concerto durante a canção "Bad".
A transmissão transatlântica do Wembley Stadium sofreu problemas técnicos e caiu durante a apresentação da canção "My Generation" do The Who, imediatamente depois de Roger Daltrey cantar "Why don't you all f…" (a última palavra foi cortada quando o gerador explodiu).
Os organizadores do concerto disseram posteriormente que estavam particulamerte preocupados em garantir a participação de pelo menos um dos Beatles, preferencialmente Paul McCartney, pois sua importância no cenário musical daria ao movimento uma certa legitimidade aos olhos dos líderes políticos. McCartney concordou em se apresentar e disse que foi "a gerência" (seus filhos) que o convenceram a tomar parte. No evento ele foi o último músico a subir no palco e enfrentou algumas dificuldades técnicas. Seu microfone não funcionou nos primeiros dois minutos de sua performance ao piano em "Let It Be", mal foi ouvida pelos telespectadores e o público do estádio.
Phil Collins se apresentou tanto no Wembley quanto no JFK, utilizando um Concorde para viajar de Londres à Filadélfia. Além de seu próprio set ele também se apresentou como baterista de Eric Clapton e do Led Zeppelin no JFK. Durante o vôo Phil se encontrou com a cantora Cher, que não estava sabendo sobre os shows. Ela pode ser vista se apresentando nos EUA com o "USA For Africa" na conclusão do concerto em Filadélfia.
Uma Grande curiosidade; Durante os shows havia muitas bandeiras e cartazes. Mas a que chamou mais atenção foi uma bandeira do Brasil que foi vista principalmente no show do Queen ao som de "Radio GaGa".
No JFK, quando a corda da guitarra de Bob Dylan se partiu, Ron Wood tirou sua própria guitarra e a ofereceu a Dylan. Wood ficou parado no palco sem instrumento e depois de animar a platéia começou a tocar "Air Guitar", inclusive imitando Pete Townshend ao girar seu braço em círculos, até que um assistente de palco lhe trouxe uma outra guitarra.


O show em JFK apresentou reuniões dos integrantes do Crosby, Stills, Nash & Young e também do Led Zeppelin. Teddy Pendergrass fez sua primeira aparição pública depois de um acidente automobilístico que o deixou paralítico. Pendergrass, juntamente com Ashford & Simpson, tocou "Reach Out And Touch".
Durante os concertos os telespectadores eram chamados a contribuir com a causa do Live Aid. Trezentas linhas telefônicas foram disponibilizadas pela BBC para permitir que doações fossem feitas por cartão de crédito. O número de telefone e o endereço para o envio de cheques eram repetidos a cada vinte minutos.
No dia seguinte os jornais noticiaram que o montante arrecado estava entre 40 e 50 milhões de libras. Atualmente estima-se que esse número tenha chegado a 150 milhões, como resultado direto dos concertos.
No final deste show, Mick Jagger e Tina Turner cantaram "State of Shock" e "It's Only Rock and Roll", com Daryl Hall, John Oates e os ex-integrantes dos Temptations, David Ruffin e Eddie Kendrichs fazendo os backing vocals. Foi realmente um momento único na história do Rock.

Lista de Artistas que participaram dos shows
Wembley Stadium, Londres
Coldstream Guards - "Royal Salute", "God Save the Queen" (W 12:00);
Status Quo - "Rockin' All Over the World", "Caroline, "Don't Waste My Time" (W 12:02);
Style Council - "You're The Best Thing", "Big Boss Groove", "Internationalists", "Walls Come Tumbling Down" (W 12:19);
Boomtown Rats - "I Don't Like Mondays", "Drag Me Down", "Rat Trap", "For He's A Jolly Good Fellow" (cantada pela platéia) (W 12:44);
Adam Ant - "Vive Le Rock" (W 13:00);
Ultravox - "Reap the Wild Wind", "Dancing with Tears in My Eyes", "One Small Day", "Vienna" (W 13:16);
Spandau Ballet - "Only When You Leave", "Virgin", "True" (W 13:47);
Elvis Costello - "All You Need Is Love" (W 14:07);
Austria For Afrika (filmado na Áustria) - apresentação, "Warum" (W 14:12);
Shahrouz Homavaran - "crianças precisam de um lar", (W 14:10);
Nik Kershaw - "Wide Boy", "Don Quixote", "The Riddle", "Wouldn't It Be Good" (W 14:22);
Sade - "Why Can't We Live Together", "Your Love Is King", "Is It A Crime" (W 14:55);
Sting (com Branford Marsalis) - "Roxanne", "Driven To Tears", "Message in a Bottle" (W 15:18);
Phil Collins - "Against All Odds (Take a Look at Me Now)", "In the Air Tonight" (W 15:27);
Sting e Phil Collins (com Branford Marsalis) - "Long Long Way To Go", "Every Breath You Take" (W 15:32);
Howard Jones - "Hide and Seek" (W 15:50)
Autograph (tocando em Moscou) - "Golovokruzhenie", "Nam Nuzhen Mir" (W 15:55);
Bryan Ferry (com David Gilmour na guitarra) - "Sensation", "Boys And Girls", "Slave To Love", "Jealous Guy" (W 16:07);
Band Für Afrika (performing in Cologne) - "Nackt Im Wind" ("Naked In The Wind"), "Ein Jahr (Es Geht Voran)" ("It Goes Ahead") (W 16:24);
Paul Young - "Do They Know It's Christmas?" (intro), "Come Back And Stay", "Every Time You Go Away" (W 16:38);
Paul Young e Alison Moyet - "That's the Way Love Is" (W 16:48);
U2 - "Sunday Bloody Sunday", "Bad"/"Satellite Of Love"/"Ruby Tuesday"/"Sympathy for the Devil"/"Walk On The Wild Side" (W 17:20);
Ligação entre os estádios Wembley e JFK;
Dire Straits' e Sting - "Money for Nothing", "Sultans of Swing" (W 18:00);
Queen (apresentada pelos comediantes Mel Smith e Griff Rhys Jones) - "Bohemian Rhapsody" (trecho), "Radio Ga Ga", "Hammer to Fall", "Crazy Little Thing Called Love", "We Will Rock You" (trecho), "We Are the Champions" (W 18:44);
David Bowie (com Thomas Dolby no teclado) - "TVC 15", "Rebel Rebel", "Modern Love", "Heroes" (W 19:22);
Vídeo editado por Colin Dean da CBC (W 19:41);
The Who - "My Generation"/"Pinball Wizard", "Love, Reign o'er Me", "Won't Get Fooled Again" (W 20:00);
Phil Collins e Steve Blacknell - entrevista ao vivo no Concorde (W 20:27);
vídeo da Noruega - "All of Us" (W 20:44);
Elton John - "I'm Still Standing", "Bennie and the Jets", "Rocket Man", "Can I Get a Witness" (W 20:50);
Elton John e Kiki Dee - "Don't Go Breaking My Heart" (W 21:05);
Elton John, Kiki Dee e Wham! - "Don't Let the Sun Go Down on Me" (W 21:09);
Conclusão no Wembley Stadium:
a) Freddie Mercury e Brian May (Queen) - "Is This The World We Created?" (W 21:48),
b) Paul McCartney - "Let It Be" (W 21:51),
c) Band Aid (liderada por Bob Geldof) - "Do They Know It's Christmas?" (W 21:54);

JFK Stadium, Filadélfia
Bernard Watson - "All I Really Want to Do", "Interview" (JFK 13:51);
Joan Baez (apresentada por Jack Nicholson) - "Amazing Grace", "We Are the World" (JFK 14:02);
The Hooters - "And We Danced", "All You Zombies" (JFK 14:12);
The Four Tops - "Shake Me, Wake Me (When It's Over)", "Bernadette", "It's The Same Old Song", "Reach Out I'll Be There", "I Can't Help Myself (Sugar Pie, Honey Bunch)" (JFK 14:33);
B. B. King - "Why I Sing The Blues", "Don't Answer The Door", "Rock Me Baby" (JFK 14:38);
Billy Ocean - "Caribbean Queen", "Loverboy" (JFK 14:45);
Black Sabbath (apresentado por Chevy Chase) - "Children of the Grave", "Iron Man", "Paranoid" (JFK 14:52);
Yu Rock Mission (tocando em Belgrado) - "For A Million Years" (JFK 15:10);
Run-DMC - "Jam Master Jay", "King Of Rock" (JFK 15:12);
Rick Springfield - "Love Somebody", "State Of The Heart", "Human Touch" (JFK 15:30);
REO Speedwagon - "Can't Fight This Feeling", "Roll With The Changes" (com The Beach Boys) (JFK 15:47);
Crosby, Stills and Nash - "Southern Cross", "Teach Your Children", "Suite: Judy Blue Eyes" (JFK 16:15);
Judas Priest - "Living After Midnight", "The Green Manalishi (With The Two-Pronged Crown)", "You've Got Another Thing Comin'" (JFK 16:26);
Bryan Adams - "Kids Wanna Rock", "Summer of '69", "Tears Are Not Enough", "Cuts Like a Knife" (JFK 17:02);
The Beach Boys (apresentado por Marilyn McCoo) - "California Girls", "Help Me, Rhonda", "Wouldn't It Be Nice", "Good Vibrations", "Surfin' USA" (JFK 17:40);
George Thorogood and the Destroyers / Bo Diddley / Albert Collins - "Who Do You Love", "The Sky Is Crying", "Madison Blues" (JFK 18:26);
David Bowie e Mick Jagger - "Dancing in the Street" (vídeoclipe, JFK 19:02);
Simple Minds - "Ghostdancing", "Don't You (Forget About Me)", "Promised You a Miracle" (JFK 19:07);
The Pretenders - "Time The Avenger", "Message of Love", "Stop Your Sobbing", "Back on the Chain Gang", "Middle of the Road" (JFK 19:41);
Santana e Pat Metheny - "Brotherhood", "Primera Invasion", "Open Invitation", "By The Pool"/"Right Now" (JFK 20:21);
Ashford & Simpson - "Solid", "Reach Out and Touch (Somebody's Hand)" (com Teddy Pendergrass) (JFK 20:57);
Kool & the Gang (vídeo pré-gravado ao vivo) - "Stand Up and Sing", "Cherish" (JFK 21:19);
Madonna - "Holiday", "Into the Groove", "Love Makes The World Go Round" (JFK 21:27);
Tom Petty - "American Girl", "The Waiting", "Rebels", "Refugee" (JFK 22:14);
Kenny Loggins - "Footloose" (JFK 22:30);
The Cars - "You Might Think", "Drive", "Just What I Needed", "Heartbeat City" (JFK 22:49);
Neil Young - "Sugar Mountain", "The Needle and the Damage Done", "Helpless", "Nothing Is Perfect", "Powderfinger" (JFK 23:07);
Power Station - "Murderess", "Get It On" (JFK 23:43);
Thompson Twins - "Hold Me Now" (JFK 00:21);
Thompson Twins com Madonna e Nile Rodgers - "Revolution" (JFK 00:25);
Eric Clapton (com Phil Collins) - "White Room", "She's Waiting", "Layla" (JFK 00:39);
Phil Collins (após tomar um Concorde da Inglaterra para os EUA) - "Against All Odds (Take a Look at Me Now)", "In the Air Tonight" (JFK 01:04);
Led Zeppelin (com Tony Thompson, Paul Martinez e Phil Collins) - "Rock and Roll", "Whole Lotta Love", "Stairway to Heaven" (JFK 01:10);
Crosby, Stills, Nash & Young - "Only Love Can Break Your Heart", "Daylight Again", "Find The Cost Of Freedom"" (JFK 01:40);
Duran Duran (a última apresentação dos cinco integrantes originais até 2003) - "A View to a Kill", "Union of the Snake", "Save A Prayer", "The Reflex" (JFK 01:45);
Cliff Richard - "A World of Difference" (ao vivo na BBC, 02:10);
Patti LaBelle - "New Attitude", "Imagine", "Forever Young", "Stir It Up", "Over The Rainbow", "Why Can't I Get It Over" (JFK 02:20);
Hall & Oates (com G.E. Smith do Saturday Night Live na guitarra) / Eddie Kendricks / David Ruffin - "Out of Touch", "Maneater", "Get Ready" (com Eddie Kendricks), "Ain't Too Proud to Beg" (com David Ruffin), "The Way You Do the Things You Do", "My Girl" (com Eddie Kendricks e David Ruffin) (JFK 02:50);
Mick Jagger com Hall & Oates / Eddie Kendricks / David Ruffin - "Lonely At The Top", "Just Another Night", "Miss You" (JFK 03:15);
Mick Jagger e Tina Turner - "State of Shock", "Brown Sugar", "It's Only Rock 'n Roll (But I Like It)" (JFK 03:28);
Conclusão no JFK Stadium:
a) Bob Dylan, Keith Richards e Ronnie Wood - "Ballad of Hollis Brown", "When The Ship Comes In", "Blowin' in the Wind" (JFK 03:39),
b) USA for Africa (liderada por Lionel Richie) - "We Are the World" (JFK 3:55)

Live Aid Melbourne
INXS (tocando em Melbourne) - "What You Need", "Don't Change" (13:06);
Men at Work (tocando em Melbourne) - "Overkill" (13:12);

Live Aid Japão
Loudness (gravado no Japão) - "Gotta Fight" (13:34);
The Off Course (gravado no Japão) - "Endless Night" (13:36);
Eikichi Yazawa (gravado no Japão) - "Take It Time" (13:38);
Motoharu Sano (gravado no Japão) - "Shame" (13:40);


I WANNA ROCK!

Nenhum comentário:

Postar um comentário