segunda-feira, 4 de março de 2013

7º Feira do Vinil

Dessa vez não patrocinei a 7° Feira do Vinil, mas estive presente mais umas vez para comprar vinis e rever meus amigos.
A feira teve um grande público e pelo que pude perceber a tendência é aumentar cada vez mais o número de frequentadores do evento.
Mais uma vez os vendedores tinham material diversificado, com preços bem acessíveis. Encontrei vários vinis que estava procurando, uns álbuns diferentes:
  • Chris Isaak - São Francisco Days > depois de comprar Heart Shaped World, fazer o post sobre Chris Isaak, ouvi toda a discografia desse excelente cantor e compositor e virei fã. Agora vou atrás desses mesmos álbuns só que em vinil.
  • Chaves > esse foi um achado, apesar de não ter "Se você é jovem ainda" nem "Que bonita sua roupa", tem umas músicas muito da hora.
  • João Penca e seus Miquinhos Amestrados > conhecia duas música desses caras a "Papa Uma Mama" e "Suga Suga" que fizeram sucesso no início da década de 90, acabei achando o vinil do "Cem Anos de Rock N´Roll" que tem essas duas músicas. Além disso o vinil é autografado.
  • Ira! - Vivendo e não aprendendo > Também comecei a ouvir Ira! há pouco tempo, comprei Pscicoacústica e já estou procurando outros álbuns da banda, mas nem todos são bons.
  • Tom Petty - Full Moon Fever > fazia tempo que eu estava a procura desse álbum, é magnífico, logo também farei um post.
  • U2 - War > curto muito esse álbum e como estava barato e em bom estado, comprei.
Na minha visão, novamente, a quantidade e a diversidade dos vinis estava excelente, tanto no que se refere a qualidade quanto a preço.

O cartaz estava descente dessa vez, eu até me ofereci para fazê-lo, mas o casal do sebo Solaris assumiu a responsabilidade e executou muito bem. Parabéns pela arte.
Os DJ´s diversificaram um pouco os vinis e tocaram pela primeira vez um repertório um pouco mais variado, classifico o desempenho como "regular".
Com relação aos lojistas ainda mantenho a mesma opinião: eles não irão vender quantias exorbitantes de vinis. A Feira deve ser vista como forma de propaganda, isto é, o público compra na feira e depois volta na loja física ou virtual através do contato. Por isso, para atrair mais clientes é necessário sim fazer promoções, dar descontos e oferecer brindes, usar a boa e velha jogada de marketing. É lógico que depois que você é bem atendido por um vendedor na feira você vai comprar com ele de novo nas outras feiras.


Enfim, como eu já disse na outra edição a Feira do Vinil do Canal da Música é uma mistura de diversos tipos de cultura e integra e aproxima um público diversificado com lojas físicas e virtuais de Curitiba e de outros estados. As coisas vão se ajeitando e agora nos resta ficar na expectativa da próxima feira que ocorrerá provavelmente em agosto de 2013. Mas antes teremos o 2° Na Ponta da Agulha, aguardem...
Confiram as fotos da feira:







Nenhum comentário:

Postar um comentário