quinta-feira, 5 de novembro de 2015

Conexões 21 | Neigmar Vieira entrevista Jenni Mosello

Graças ao apelo, o nosso parceiro Neigmar Souza Vieira continuará fazendo as entrevistas e para a Décima sexta edição, ele conversou com a cantora e compositora Jenni Mosello.
Para quem não conhece, Jenni nasceu em Curitiba, em 1994, mas viveu dez anos em Roma, na Itália. Foi no país europeu que ela se influenciou pelos estilos Jazz, Blues e Soul. Na volta ao Brasil, em 2005, a artista juntou ao seu repertório inspirações nacionais, como Bossa, MPB e Samba. Em 2012, Jenni começou a se apresentar com a banda curitibana Open, cantando Jazz em casas da capital paranaense. Desde então, sua voz tornou-se característica do estilo musical na cidade. O resultado de todas as influências e experiências está em seu primeiro álbum, chamado Sketches, Jenni Mosello, lançado em um show gratuito em Curitiba, no dia 11 de junho de 2015.
Foto: ihcbrazil.co
O CD conta com cinco faixas em inglês, dentre as quais podemos destacar “Look Me In The Eyes”, composta com exclusividade pelo compositor canadense James Bryan, que já trabalhou com grandes astros da música mundial, como Nelly Furtado e Backstreet Boys. O álbum foi produzido pela dupla Alexy Viegas e Maycon Ananias, que já trabalhou com Maria Gadú e Thiago Iorc.
Fonte: fluffy.com.br

Nei: 1 - Fale um pouco sobre a sua carreira, o EP Sketches lançado agora em 2015 é seu primeiro trabalho?
Jenni Mosello: Bom, minha carreira autoral começou a mais ou menos um ano! Em Novembro do ano passado lancei meu primeiro single chamado "I'm Not The One Who's Gonna Cry", foi ele que deu o start na minha carreira solo. Gostei da coisa, então logo em seguida comecei a produção do meu EP Sketches que foi lançado em Junho desse ano! E vamos que vamos, sempre em frente... (risos)

Nei: 2 - Por quê você optou pelo inglês?
Jenni Mosello: A minha base musical vem em sua grande maioria do Jazz e do Blues, ritmos que utilizam muito o Inglês. Por ter surgido daí acabei tendo muito mais facilidade em compor em inglês, acho que por uma questão de referencia mesmo! Além de que por ser meio brasileira e meio italiana tive que escolher um idioma neutro pra não causar discórdia na família... (risos)
Foto: ihcbrazil.co
Nei: 3 - Você morou em Roma por um tempo, como foi sua passagem por lá?
Jenni Mosello: Morei meus primeiros 10 anos de vida lá. Foi incrível, sinto muita saudades da minha família que ainda está lá, da neve, dos cafés. Mas tenho que admitir que a feijoada dos sábados em família e o sambinha dos domingos é uma delicia também.

Nei: 4 - Vi que você assina três das cinco canções de Sketches seu novo EP, como é o seu processo de composição?
Jenni Mosello: Não é algo certo, geralmente as músicas surgem como pequenas histórias em forma de melodias, sem horários certos ou rituais a serem praticados, é só o coração estar batendo bem que a caneta vai riscar o papel com certeza.



Nei: 5 - Percebi uma influência do jazz no teu trabalho, como é esse estilo entrou na sua música?
Jenni Mosello: Acredito que como qualquer artista a minha música fala muito de mim, e devo admitir que eu nasci do Jazz e do Blues, eles estão no meu sangue, são ritmos que já fazem parte de quem sou, consequentemente, das minhas composições.
Foto: www.jornalagora.com.br
Nei: 6 - Jenni fique a vontade para fazer suas últimas considerações, deixar contatos, redes sociais, agendas de shows e o que mais achar necessário.
Jenni Mosello: Oba, adoro um bom marketing (risos)

Site: https://www.jennimosello.com
Facebook: https://www.facebook.com/JenniMosello
Twitter: @Jennimosello
Instagram: @Jennimosello
Snapchat:@Jennifermosello
Canal do Youtube: https://www.youtube.com/user/jennimosellooficial

Grande beijo e obrigada pelo espaço!

Jenni Mosello é atração da Corrente Cultural no dia 8 de novembro às 14h no Palco Ruínas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário