segunda-feira, 18 de julho de 2016

Tutorial 01 | Como fazer uma embalagem para enviar vinis

Como a venda de toca-discos e a produção de vinis no Brasil vêm crescendo nos últimos anos, está se tornando comum a adquisição de alguns títulos pela internet. Com a praticidade de compra e o fácil acesso a itens dos mais diversos gêneros, colecionadores estão optando por adquirir vinis por meio de sites de compra livre ou por compra direta em sites de lojas especializadas.
Depois de receber e enviar vários vinis pelo correios, bem como ver alguns relatos em fóruns e grupos que participo e me deparar com diversos erros cometidos por lojas e vendedores comuns, resolvi fazer um tutorial de como fazer uma embalagem simples, barata e eficiente para enviar vinis pelos correios.
Diego Kloss
Fotos: Diego Kloss
Mas antes de explanar acerca do assunto, é importante fazer algumas considerações:
  • Lembro que as embalagens são apenas sugestões, você pode conferir embalagens diferentes em outros sites. Assim, a escolha pela embalagem sugerida segue por sua responsabilidade. O blog não se responsabiliza por qualquer dano material ou físico ocasionado pela aplicação incorreta das instruções e procedimentos.
  • As embalagem descrita não é a melhor, mas possui melhor custo benefício e cumpre a função de proteger e acomodar adequadamente o vinil.
  • O blog não tem o objetivo de avaliar a qualidade do serviço postal brasileiro, mas leva em consideração a forma de transporte, acomodação e entrega das encomendas.
  • Esta página está em constante atualização, por isso se você tiver dúvidas ou sugestões, mande um email ou deixe um comentário

Erros mais comuns

Depois dessas considerações, irei descrever os erros mais comuns cometidos por algumas lojas e vendedores, tanto pelo excesso, quanto pela falta de proteção da hora de acomodar o vinil.

1) Embalar apenas com o papel kraft
Para baratar o custo do envio, alguns vendedores tem por costume enviar o vinil por carta registrada, embalando o vinil apenas com a própria capa e cobrindo com um papel kraft. Além de embalagem estar completamente errada, o vendedor não cola nenhum aviso de que a encomenda é frágil e não pode ser dobrada.
2) Embalar com duas placas de isopor e papel kraft.
As duas placas de isopor até proteger o vinil contra amassados e um pouco de peso, mas não são eficientes contra perfuração e qualquer material que entrar em contato com embalagem vai furar o isopor e danificar a capa e até mesmo o vinil. Já recebi um vinil dois isopores e com a capa danificada.
Além disso, pode acontecer da capa do vinil colar na fita adesiva usada para juntar os duas placas de isopor. Assim, na hora em que a embalagem for aberta, corre-se o risco de arrancar uma boa parte da tinta da lateral da capa. Se for um álbum com uma lombada larga, vai danificar o nome do disco ou da banda.

Diego Kloss

3) Embalar apenas com plástico bolha e papel kraft
O plastico bolha suporta pequeno peso e possíveis dobras que a embalagem possa vir a sofrer, mas também é pouco eficiente contra perfurações e qualquer material que entrar em contato com embalagem vai furar o plástico e danificar a capa e até mesmo o vinil, assim como o isopor.





4) Embalar com apenas a embalagem de papelão
O papelão suporta um pouco de peso e é, de certo modo, eficiente contra objetos pontiagudos, mas ele sozinho pode não suportar um grande carga de peso e as pontas da capa do vinil poderão ser danificadas, por isso o uso do plástico bolha e das cantoneiras como veremos a seguir.


5) Embalar o vinil sem cantoneiras de espuma
É e bem comum receber vinis com os cantos completamente amassados ou danificados. Isso ocorre bastante com vinis importados pois os sites estrangeiros não tem noção de como as encomendas são transportadas aqui no Brasil.
O vinil importado geralmente vem somente com o embalagem de papelão (como o do exemplo abaixo), mas já recebi alguns com plástico bolha e cantoneiras de papelão que já são eficientes contra esses possíveis amassados.




6) Embalar o vinil em caixa grande e acomodar com sacos de ar
Algumas lojas tem o costume de embalar o vinil em uma caixa muito maior e acomodar com vários sacos de ar. Um erro grave pois o vinil irá "patinar" entre os sacos de ar e poderá ter suas pontas da capa danificadas. Sacos de ar são para outro tipo de produto, os vinis devem ser envolvidos com plástico bolha como veremos a seguir.


Materiais

1) Papelão ondulado de parede simples para vinis de capa simples e, de preferência, parede dupla para vinis mais pesados ou com capa dupla e boxes.
2) Plástico Bolha (pedaço de 1,20m por 40cm)
3) 2 Tiras de  Espuma plástica com 35cm x 4cm x 5mm de espessura
4) Cola bastão
5) Fita adevisa transparente larga 48mm
6) Tesoura
7) Marcador de dobras
8) Régua ou escalímetro

Diego Kloss

Embalagem de papelão

Modelo 1 - Papelão ondulado de parede simples para vinis de capa simples.
1)Risque o papelão conforme o modelo e as medidas indicadas na figura abaixo.

Diego Kloss

2) Marque as dobras com um objeto pontiagudo sem cortar o papelão
3) Corte o papelão e dobre nas marcas.
4) A altura de 2cm varia conforme a grossura e a quantidade de vinis. Álbuns com 2 a 3 vinis devem ter altura de 4cm ou mais. Quanto for embalar mais vinis ou um box, a altura deve ser proporcional a quantidade, levando sempre em consideração as cantoneiras de espuma.
Obs.: as dobras podem variar conforme a espessura do papelão.

Modelo 2 - Papelão ondulado de parede simples para vinis de capa simples.
Seguir o mesmo procedimento do anterior.

Diego Kloss

Proteção do vinil

1) Coloque um plástico interno novo no vinil e posicione-o de forma que a abertura fique voltada para parte de cima da capa, assim o vinil não irá sair.


2) Coloque o plástico externo também com a abertura voltada para cima fechando a abertura da capa.

3) Corte um pedaço de plástico bolha com aproximadamente 1,20m por 40cm, de forma que sobre nas laterais do vinil.


4) Enrole o vinil nesse pedaço e feche com fita adesiva. Dobre as laterias e também feche com fita adesiva.





5) Para fazer as cantoneiras corte as duas tiras em quatro, totalizando oito pedaços. Fixe quatro cantoneiras nas pontas do vinil e as outras quatro nos meios. Isso evita que a capa seja amassada durante o transporte ou rasque com uma possível movimentação do vinil dentro da capa.




Obs.: Alguns vendedores costumam colocar o vinil fora da capa para evitar que a capa ou o encarte rasque, mas não recomendo pois qualquer perfuração que ocorra na embalagem pode atingir diretamente o vinil.

6) Depois de protegido acomode o vinil dentro da embalagem de papelão e lacre com fita adesiva.

Diego Kloss

7) Cole a etiqueta com seus dados e do destinatário em um local bem visível.


Não esqueça de colocar um aviso como o do modelo abaixo: "Frágil - Não coloque peso sobre o pacote. Manter na vertical e longe de calor e umidade". Pois mesmo que o serviço postal muitas vezes ignore, esse aviso ajuda no transporte e acomodação das mercadorias.

Fotos: Diego Kloss
8) Quanto for embalar mais vinis, deve-se aumentar a altura da embalagem da embalagem, colocar um pedaço de plástico bolha de 32cm x 32cm entre cada um dos discos, enrolar com plástico bolha e colocar cantoneiras um pouco maiores.

Lembre-se de que não temos como garantir o modo com a mercadoria vai transportada ou armazenada, por isso todos os cuidados e medidas são importantes para deixar o cliente ou o colecionador satisfeito.

Outros tipos de embalagem

Uma embalagem bem interessante foi a usada pelo site de vendas vinylgourmet. Apesar de ser bem elaborada e o custo dela ser levado, ela protege adequadamente bem o vinil em uma mescla de plástico bolha, placas de isopor e embalagem reforçada de papelão.



Fotos: http://www.vinylgourmet.com/
Se você quiser relatar outros tipos de defeitos em embalagens para vinis ou enviar alguma sugestão, entre em contato pelo nosso email <devoltaparaovinil@gmail.com>.

Um comentário:

  1. Gostei muito da dica. Obrigado!! Walmyr - Curitiba-PR

    ResponderExcluir