sábado, 25 de outubro de 2014

Conexões 14 | Neigmar Vieira entrevista Jardel Simões (colecionador de vinil e sócio proprietário do Harvest Folk Bar)

O nosso parceiro Neigmar Vieira da Lado A Discos agora entrevistou  Jardel Simões (colecionador de vinil e sócio proprietário do Harvest Folk Bar).

Nei: 1 -  Como a música entrou na sua vida?
Jardel: Através dos meus pais que no final dos anos 70 ouviam e tinham muitos compactos e LPs de Pop, Rock e Jovem Guarda (Beatles, Bee Gees, Elvis, Cristophe, etc.). Depois disso “A música nunca parou” como no filme de Jim Kohlberg lançado agora em 2014 no Brasil. [...]


Nei: 2 -  Qual o primeiro disco que você comprou?
Jardel: O primeiro foi um dos Beach Boys – Surfer Girl ... Isso em 1987...
Nei: 3 - Quantos discos você já teve e está com quantos agora?
Jardel: De 1987 até os dias atuais tem muito disco e muita história pra contar, já ultrapassei os 10 mil, mas já fiz muitas trocas e hoje o que mais importa não é, e nunca foi, quantidade e sim qualidade... Tenho muitos conhecidos no ramo da música que tem um apartamento, casa, galpão de discos e não usufrui, não escuta e já nem sabe mais o que tem.

Nei: 4 -  Como você guarda sua coleção, há uma ordem de estilo ou alfabética? E os cuidados de limpeza e conservação como você faz?
Jardel: Guardo os Lps em estantes, todos plastificados. Já guardei em ordens cronológica, alfabética e por chegada de novas aquisições. Hoje fica ao “Deus dará...” Acho mais divertido porque cada vez que procuro um disco acabo achando outros e vou escutando novamente, é puro êxtase.


Nei: 5 -  Quais dicas você daria para um garoto ou garota que está começando a comprar discos hoje em dia?
Jardel: A dica é o seguinte: Procure, vá atrás, escute mais, aprenda mais, lembre! Disco é Cultura! Quem tem música na vida, vive!!!

Nei: 6 -  Esse ano você inaugurou o Harvest Folk Bar aqui em Curitiba, qual é a proposta do empreendimento e como você vê a cena cultural curitibana atualmente?
Jardel: Em 16 de Março foi inaugurado o Harvest Folk Bar junto com mais dois sócios Caco Rosa e Laércio Demarch. É um bar com espaço cultural para lançamentos, sessão de autógrafos, degustações, gourmet, sanduíches em baguetes com nomes de grandes cantores de Folk, Rock e Blues, decoração rústica, música de qualidade e teve como inspiração o Neil Young (de onde foi tirado o nome Harvest, um LP lançado 1973).
A cena curitibana é, e sempre foi, um paradoxo complexo. Existem várias bandas de diversas vertentes musicais e parece que o que é realmente bom e de qualidade não é o que importa. Assim o que mais sai daqui de CWB ou aparece no Brasil e mundo afora é produto vendável e de fácil consumo, mas se analisarmos a cena local pela "gema" existe uma grande união musical com bandas de estilos parecidos ou semelhantes.  O fato da cena não expandir afeta, por exemplo, grandes shows que vem de fora e acabam pulando Curitiba ficando apenas em Porto Alegre, São Paulo e Rio de Janeiro e, diga-se de passagem, que os grandes shows que aparecem por aqui tem preços exorbitantes. Aqui em Curitiba falta mais apoio e livre acesso à música e as bandas mais aí é outra história... Enfim o projeto do Harvest Folk Bar também é uma porta para bandas e novos talentos sempre valorizando a cena local.

Nei: 7 -  Jardel fique a vontade para fazer suas últimas considerações, redes socias, contatos, horários, endereço e funcionamento do bar e o que mais achar necessário. Obrigado por participar do nosso quadro de entrevista.
Jardel: O Harvest Folk Bar abre todos os dias menos nas quartas feiras. [...]
Ótimas especiarias e também tradicionais pratos de boteco como rollmops, carne de onça, pão com bolinho, cachaças de alambique e a cerveja da casa Harvest Beer American Stout.


Harvest Folk Bar
O Harvest Folk Bar abre todos os dias menos nas quartas feiras. O horário de funcionamento é da
Endereço: Inácio Lustosa, 518 - Curitiba
Horário: das 18h00 as 00h00, ´so não abre nas quartas-feiras.
Telefone: 041 3019-2819
Facebook: www.facebook.com/harvestfolkbar
E-mail: harvest.folkbar@live.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário