sábado, 25 de julho de 2015

Toca-discos 04 | Qual toca-discos comprar?

Como eu disse eu outro post, a venda de toca-discos e a produção de vinis no Brasil vêm crescendo nos últimos anos e várias são razões que impulsionam cada vez mais pessoas para o formato. Só que essa mudança vem acompanhada de uma série de dúvidas e por isso o De Volta Para o Vinil vai tentar te ajudar a conhecer as maravilhas do áudio analógico. Para esse fim, na seção Toca-discos, vamos tratar de um tema que assombra novos colecionadores e até os mais experientes: qual toca-discos comprar? Isso nem sempre é muito fácil de responder, porque a aquisição de um toca-discos depende de muitos fatores, vamos aos principais:
  1. Investimento disponível para compra do toca-discos;
  2. Aparelhagem existente para ligar o novo toca-discos, se não existir uma aparelhagem, investimento disponível para adquirir todo o equipamento;
  3. Espaço físico e ambiente para instalar o toca-discos e os aparelhos do sistema de áudio;
  4. Nível de qualidade sonora que se quer atingir;
  5. Estilo de aparelho que se deseja adquirir.
Foto: http://www.technics.com/global
Atualmente, além dos toca-discos usados, existem modelos no mercado para todos os gostos e bolsos, mas o que iremos citar aqui são alguns modelos indicados por colecionadores, com informações extraídas de artigos, fóruns, grupos e postagens encontradas na internet.
Antes de começar com a lista dos toca-discos mais indicados, vamos a algumas considerações importantes:
  • A compra também envolve um certo conhecimento dos elementos que compõe um sistema de áudio analógico, como regulá-lo e também qual os problemas possíveis que podem surgir por diversos fatores. Para entender essas questões, recomendo uma breve leitura dos artigos anteriores da seção Toca-discos. Eles são bem extensos, mas são bem completos e contém informações importantíssimas para escolher um bom aparelho. É bom lembrar que toca-discos melhores exigem equipamentos melhores, tenha em mente que você vai ter que ter um receiver e caixas de boa qualidade e, em alguns casos, um pré-amplificador.
Toca-discos 01 - Componentes do sistema de áudio analógico 
Toca-discos 02 - Como regular e nivelar o toca-discos
Toca-discos 03 - Problemas com áudio analógico e possíveis soluções
  • Recomendo também a leitura da matéria sobre os destruidores de vinil: os toca-discos de péssima qualidade que danificam os vinis a médio longo prazo. Na matéria você fica sabendo o porque os toca-discos e vitrolas retro de algumas marcas como Crosley, TEAC, ION, entre outras, não são recomendadas.
  • O blog De Volta para o vinil não indicou marcas antes por receio de que o leitor faça um investimento em um toca-discos recomendado e depois acabe não gostando do mesmo. Por isso, nós nos isentamos de qualquer responsabilidade na escolha e na compra do seu toca-discos e dos aparelhos do sistema de áudio. A indicação dos toca-discos nesse artigo não expressa necessariamente a opinião do blog a respeito deles. É válido ressaltar também que não temos vínculo com nenhuma empresa do ramo.
  • Toca-discos são relativos, o que é bom para um talvez não seja bom para outro, por isso comentários ofensivos e sem embasamento serão deletados. Lembrando que a pergunta a ser respondida não é “Qual o melhor toca-discos?”, mas sim “Qual toca-discos comprar?”. 
  • Com exceção do Stanton T-92, não testei e não possuo os toca-discos citados, se você quiser mais detalhes sobre algum modelo vai ter procurar no site da marca, em lojas ou em fóruns.
  • Não estamos falando nesse post sobre toca-discos e equipamentos hi-end para audiófilos, se você deseja esse tipo de informação procure em outros sites e fóruns. É importante salientar também que não sou audiófilo e nem engenheiro de som.
  • A lista de álbuns toca-discos novos estão por marca e seguem a ordem de qualidade mediana e mais em conta ao de melhor qualidade e mais caro. Cada marca possui outros modelos disponíveis, por isso se quiser conhecer os outros acesse o site da marca.
  • Lembro que achar esses Toca-discos não é uma tarefa muito fácil, geralmente as lojas não tem a pronta-entrega, então é importante pesquisar em diversas lojas. Além disso, o preço varia bastante, dessa forma vou inserir apenas uma média do que eu encontrei pela internet.
  • Esta página está em constante atualização, por isso se você tiver dúvidas ou sugestões, mande um email ou deixe um comentário.

Audio-technica
http://www.audio-technica.com

Audio-technica ATLP 60 USB
Preço em média: R$ 1300,00 a R$ 1500,00
Motor: belt drive
Velocidade de rotação: 33 e 45 rpm
Reprodução reversa: não
Prato: alumínio
Braço: reto de plástico
Shell: incluso
Agulha de reposição: ATN-3601
Aterramento interno: não
Saída para aterramento: não
Pré-amplificador: chaveável incorporado com cabos de saída RCA de nível de linha
Anti-skating: não
Contra-peso: não
Controle de altura: sim
Controle de ângulo do braço: não
Controle de pitch: não
Estroboscópio: não
Luz alvo: não
Adaptador para discos de 45 rpm: sim
Pés reguláveis para nivelamento: não
Conversão: para MP3 ou WAV (existe o modelo sem opção de conversão)
Software de conversão: Audacity
Conexão: amplificador > caixas
Saídas: RCA e USB (existe o modelo sem USB)
Chave phono/line: sim
Alimentação: 120v - 60hrz
Dimensões: 36, 35,6 e 9,75 cm (L,P,A)
Itens adicionais: tampa de acrílico fixa e tapete de feltro
Itens opcionais: não
Fotos: www.audio-technica.com


Audio-technica ATLP 120 USB
Preço em média: R$ 2400,00 a R$ 2700,00
Motor: direct drive
Velocidade de rotação: 33, 45 e 78 rpm
Reprodução reversa: sim
Prato: alumínio
Braço: reto ou curvo
Shell: incluso
Agulha de reposição: ND 138-G
Aterramento interno: não
Saída para aterramento: ponto de aterramento específico
Pré-amplificador: chaveável incorporado com cabos de saída RCA de nível de linha
Anti-skating: sim
Contra-peso: sim
Controle de altura: sim
Controle de ângulo do braço: sim
Controle de pitch: sim (10% e 20%)
Estroboscópio: sim
Luz alvo: sim
Adaptador para discos de 45 rpm: sim
Pés reguláveis para nivelamento: sim
Conversão: para MP3 ou WAV
Software de conversão: Audacity
Conexão: amplificador > caixas
Saídas: RCA e USB
Chave phono/line: sim
Alimentação: 115 V / 230 V
Dimensões: 45, 35,2 e 15,7 cm (L,P,A)
Itens adicionais: tampa acrílica articulada e removível e tapete de feltro
Itens opcionais: braço reto ou curvo


Fotos: www.audio-technica.com

Audio-technica ATLP 1240 USB
Preço em média: R$ 2900,00 a R$ 3300,00
Motor: direct drive
Velocidade de rotação: 33, 45 e 78 rpm
Reprodução reversa: sim
Prato: alumínio
Braço: reto ou curvo
Shell: incluso
Agulha de reposição: não especificado
Aterramento interno: não
Saída para aterramento: orelha dedicada para aterramento do braço balanceado
Pré-amplificador: interno selecionável estereofônico
Anti-skating: sim
Contra-peso: sim
Controle de altura: sim
Controle de ângulo do braço: sim
Controle de pitch: sim (10% e 50%)
Estroboscópio: sim
Luz alvo: sim
Adaptador para discos de 45 rpm: sim
Pés reguláveis para nivelamento: sim
Conversão: para MP3 ou WAV
Software de conversão: Audacity
Conexão: amplificador > caixas
Saídas: RCA e USB
Chave phono/line: sim
Alimentação: 115 V / 230 V
Dimensões: 45, 35,3 e 16,65 cm (L,P,A)
Itens adicionais: tampa acrílica articulada e removível, controle de velocidade de acionamento e tapete de feltro
Itens opcionais: braço reto ou curvo

Fotos: www.audio-technica.com

Marantz
http://www.us.marantz.com

Marantz TT42 e TT42P

A única diferença entre a Marantz TT42 e TT42P é que a primeira possui saída RCA line e a segunda saída RCA com pré de phono.
Preço em média: R$ 1600,00 a R$ 1900,00
Motor: belt drive
Velocidade de rotação: 33 e 45 rpm
Reprodução reversa: não
Prato: alumínio
Braço: reto
Shell: incluso
Agulha de reposição: Audio Technica 4.0 mv
Aterramento interno: não
Saída para aterramento: não
Pré-amplificador interno: sim
Anti-skating: não
Contra-peso: sim
Controle de altura: sim
Controle de pitch: não
Estroboscópio: não
Luz alvo: não
Adaptador para discos de 45 rpm: não
Pés reguláveis para nivelamento: não
Conversão: não
Software de conversão:
Conexão: amplificador > caixas
Saídas: RCA line da TT42 e RCA phono da TT42P
Chave phono/line: não
Alimentação: 110v - 60hrz
Dimensões: 45, 38 e 15 cm (L,P,A)
Itens adicionais: tapete de feltro
Itens opcionais:


Fotos: http://www.us.marantz.com
Conheça também o Toca-discos Hi-end na Marantz o TT-15S1.

Numark
http://www.numark.com

Numark TT USB

Preço em média: R$ 1000,00 a R$ 1200,00
Motor: belt drive
Velocidade de rotação: 33 e 45 rpm; 78 rpm com software
Reprodução reversa: não
Prato: alumínio
Braço: reto ou curvo
Shell: incluso
Agulha de reposição: groove Tool / ST-09
Aterramento interno: não
Saída para aterramento: sim
Pré-amplificador interno: sim
Anti-skating: sim
Contra-peso: sim
Controle de altura: não
Controle de pitch: sim (10%)
Estroboscópio: não
Luz alvo: não
Adaptador para discos de 45 rpm: não
Pés reguláveis para nivelamento: não
Conversão: para MP3 ou WAV (tem uma versão sem conversão)
Software de conversão: EZ Vinyl Converter
Conexão: amplificador > caixas
Saídas: RCA, P2 para fone e USB (tem uma versão sem USB)
Chave phono/line: sim
Alimentação: 110v - 60hrz
Dimensões: 45, 38 e 15 cm (L,P,A)
Itens adicionais: tapete de feltro
Itens opcionais: braço curvo


Fotos: http://www.numark.com/

Numark TT-200
Preço em média: R$ 1400,00 a R$ 1800,00
Motor: direct drive
Velocidade de rotação: 33 e 45 rpm; 78 rpm com software
Reprodução reversa: sim
Prato: alumínio
Braço: reto ou curvo
Shell: incluso
Agulha de reposição: ST-09
Aterramento interno: não
Saída para aterramento: sim
Pré-amplificador interno: sim
Anti-skating: sim
Contra-peso: sim
Controle de altura: sim
Controle de pitch: sim
Estroboscópio: não
Luz alvo: não
Adaptador para discos de 45 rpm: sim
Conversão: não
Software de conversão: não
Pés reguláveis para nivelamento: sim
Conexão: amplificador > caixas
Saídas: RCA
Chave phono/line: sim
Alimentação: 100v a 240v
Dimensões: 47, 36 e 13,5 cm (L,P,A)
Itens adicionais: tapete de feltro
Itens opcionais: tampa acrílica, braço curvo e luz alvo


Fotos: http://www.numark.com/

Numark TTX
Preço em média: R$ 2600,00 a R$ 2900,00
Motor: direct drive
Velocidade de rotação: 33, 45 e 78 rpm
Reprodução reversa: sim
Prato: alumínio
Braço: reto ou curvo
Shell: incluso
Agulha de reposição: ST-09 ou outro
Aterramento interno: sim
Saída para aterramento: não
Pré-amplificador interno: sim
Anti-skating: sim
Contra-peso: sim
Controle de altura: sim
Controle de pitch: sim
Estroboscópio: não
Luz alvo: sim
Adaptador para discos de 45 rpm: sim
Pés reguláveis para nivelamento: sim
Conversão: sim
Software de conversão: EZ Vinyl Converter
Conexão: amplificador > caixas
Saídas: RCA e USB
Chave phono/line: sim
Alimentação: 100v a 240v
Dimensões: 46, 37 e 13,5 cm (L,P,A)
Itens adicionais: O display iluminado e os controles de fácil acesso proporcionam um completo controle sobre todas as funções do Toca Discos, principalmente no que tange a leitura de velocidade ao contador de BPM e ao desempenho total do aparelho. Além disso, possui saídas digitais para "Sample" direto,  "Key Lock" e controle de afinação de +/- 50% para opções de mixagem sem iguais.
Tapete de feltro.
Itens opcionais: não

Fotos: http://www.numark.com/

Pionner
http://www.pioneerelectronics.com/

Pionner PLX-1000
PLX-1000 é o mais novo Toca-disco desenvolvido pela Pioneer DJ e conta com design clássico, mas com recursos modernos: sistema de alto torque direct-drive, sistema antivibração muito eficiente, conexões RCA banhadas a ouro, alcance do pitch (±8%, ±16% e ±50%), incluí slip mat, headshell e dustcover.
Preço em média: R$ 3900,00 a R$ 4200,00.
A parte superior do corpo é feita de zinco denso fundido sobre pressão, a parte central utiliza uma resina de 8 milímetros de espessura, enquanto a base possui um material antivibrante de 9 milímetros de espessura.
Motor: direct drive
Velocidade de rotação: 33 e 45 rpm
Reprodução reversa: não
Prato: alumínio.
Braço: curvo revestido internamente com tubos de borracha resulta em maior estabilidade.
Shell: incluso
Agulha de reposição: não informado
Aterramento interno: não
Saída para aterramento: sim
Pré-amplificador interno: não informado
Anti-skating: sim
Contra-peso: sim
Controle de altura: sim
Controle de pitch: sim (8%, 16% e 50%)
Estroboscópio: sim
Luz alvo: sim
Adaptador para discos de 45 rpm: sim
Pés reguláveis para nivelamento: sim
Conversão: não
Software de conversão:
Conexão: amplificador > caixas
Saídas: RCA com conectores banhados a ouro.
Chave phono/line: não
Alimentação: 100v a 240v
Dimensões: 45, 38 e 17 cm (L,P,A)
Itens adicionais: tampa de acrílico preta, controle de velocidade de acionamento e tapete de feltro.
Itens opcionais:

Fotos: http://www.pioneerelectronics.com

Pro-Ject
http://www.project-audio.com/
A Pro-Ject Audio Systems é atualmente uma das principais fornecedoras mundiais de toca-discos de vinil, com uma linha de modelos projetados para satisfazer a todos os níveis de exigência. Esses toca-discos exibem uma performance sonora que ultrapassa todas as expectativas associadas ao seu preço, têm uma operação simples e um funcionamento altamente confiável por toda uma vida.

Pro-Ject Debut Carbon
Preço em média: R$ 3100,00 a R$ 3500,00 (disponível em 7 cores)
Motor: belt drive - acionamento por correia de precisão com motor síncrono
Velocidade de rotação: 33, 45 e 78 rpm (mudança de velocidade manual)
Reprodução reversa: não
Prato: aço
Braço: reto (carbono)
Shell: incluso
Agulha: Ortofon OM10 Moving Magnet (MM), 2M Vermelho ou outro modelo.
Aterramento interno: não
Saída para aterramento: sim
Pré-amplificador interno: precisa de um pré-amplificador
Anti-skating: sim
Contra-peso: sim
Controle de altura: sim
Controle de ângulo do braço: sim
Controle de pitch: não
Estroboscópio: não
Luz alvo: não
Adaptador para discos de 45 rpm: não
Pés reguláveis para nivelamento: sim
Conversão: não
Software de conversão:
Conexão: pré-amplificador > amplificador > caixas
Saídas: RCA
Chave phono/line: não
Alimentação: 110V - fonte de alimentação New DC com frequências ultra-precisão para a estabilidade da velocidade final.
Dimensões: 41,5, 32 e 11,8 cm (L,P,A) tampa fechada
Itens adicionais: tapete de feltro e tampa de acrílico
Itens opcionais: não


Fotos: http://www.project-audio.com/

Pro-Ject Debut III Phono SB
Preço em média: R$ 3600,00 a R$ 3900,00 (disponível em 7 cores)
Motor: belt drive - acionamento por correia de precisão com motor síncrono. Motor dissociado para reduzir a vibração.
Velocidade de rotação: mudança de velocidade eletrônica para 33/45 rpm e mecânico para 78 rpm
Reprodução reversa: não
Prato: aço
Braço: reto (carbono)
Shell: incluso
Agulha: Ortofon OM 5E Moving Magnet (MM), 2M Vermelho ou outro modelo. A rotação permite o ajuste do azimute da agulha apesar headshell fixo.
Aterramento interno: não
Saída para aterramento: sim
Pré-amplificador interno: pré-amplificador interno (MM)
Anti-skating: sim
Contra-peso: sim
Controle de altura: sim
Controle de ângulo do braço: sim
Controle de pitch: não
Estroboscópio: não
Luz alvo: não
Adaptador para discos de 45 rpm: não
Pés reguláveis para nivelamento: sim
Conversão: não informado
Software de conversão:
Conexão: amplificador > caixas
Saídas: RCA e USB
Chave phono/line: não
Alimentação: 110V - fonte de alimentação New DC com frequências ultra-precisão para a estabilidade da velocidade final.
Dimensões: 41,5, 32 e 11,8 cm (L,P,A) tampa fechada
Itens adicionais: tapete de feltro e tampa de acrílico
Itens opcionais: não



Além da Debut Line, a Pro-Ject tem mais alguns modelos nas linhas: Elemental Line, Essential Line, RMP Line, Classic Line, Signature Line e Special Limited Edition Line. Conheça os modelos em: http://www.project-audio.com/

Rega
http://www.rega.co.uk

A Rega produz toca-discos mais elaborados que necessitam de outros equipamentos de boa qualidade para funcionar com melhor desempenho. Os usuais “enfeites” utilizados pela maioria das marcas foram omitidos, concentrando-se todos os custos na qualidade dos componentes necessários a uma reprodução fiel dos discos.
Os mecanismos de mudança de velocidade facilmente estragam as correias de transmissão e provocam problemas de instabilidade na velocidade. No gira-discos rega RP1 a mudança de velocidade é feita manualmente.
O motor utilizado é de baixa vibração, normalmente só usado em gira-discos que custam o dobro ou o triplo do preço. O veio central apresenta uma folga mínima em relação ao “copo” de apoio, evitando desta forma que ocorram vibrações. O veio central leva somente 2 gotas de óleo (Comma Hypoid EP 80, Castrol EPX 80w/90 ou Shell Spirax EP90), que formam uma película homogénea à sua volta.
O braço RB101 tem uma construção mecânica de precisão, utilizando rolamentos de óptima qualidade que permitem o mínimo de atrito no seu movimento, tanto vertical como horizontal. Os braços da Rega, devido à sua excelente qualidade de construção, são vulgarmente utilizados noutros gira-discos de preço mais elevado.
A simplicidade do design do gira-discos rega RP1 e a utilização de componentes de alta qualidade asseguram que o seu gira-discos permaneça em bom funcionamento por muitos anos.
Por isso, aconselho adquirir um equipamento desse tipo se você um pouco mais de conhecimento, para quem está começando os modelos citados acima são mais recomendados.

Rega RP1
Preço em média: R$ 2500,00 a R$ 2800,00 (disponível em 3 cores)
Motor: belt drive
Velocidade de rotação: 33 e 45 rpm (mudança de velocidade manual)
Reprodução reversa: não
Prato: acrílico
Braço: reto modelo RB101 (carbono)
Shell: incluso
Agulha: Ortofon OM5e Moving Magnet (MM) ou outro modelo. O toca-discos rega RP1 vem já equipado com uma cabeça tipo MM (magnético móvel), a mais recente Rega Carbon.
Aterramento interno: não
Saída para aterramento: não
Pré-amplificador interno: precisa de um pré-amplificador
Anti-skating: não
Contra-peso: sim
Controle de altura: sim
Controle de ângulo do braço: sim
Controle de pitch: não
Estroboscópio: não
Luz alvo: não
Adaptador para discos de 45 rpm: não
Pés reguláveis para nivelamento: sim
Conversão: não
Software de conversão:
Conexão: pré-amplificador > amplificador > caixas
Saídas: RCA
Chave phono/line: não
Alimentação: 110V - pode precisar de uma fonte externa
Dimensões: 45, 36 e 12 cm (L,P,A)
Itens adicionais: tapete de feltro
Itens opcionais: tampa de acrílico

Fotos: http://www.rega.co.uk


Rega RP3
Preço em média: R$ 5500,00 a R$ 5800,00 (disponível em 3 cores)
Motor: belt drive
Velocidade de rotação: 33 e 45 rpm (mudança de velocidade manual)
Reprodução reversa: não
Prato: vidro temperado
Braço: reto modelo RB303 (carbono)
Shell: incluso
Agulha: Ortofon OM5e Moving Magnet (MM) ou outro modelo. O toca-discos rega RP1 vem já equipado com uma cabeça tipo MM (magnético móvel), a mais recente Rega Carbon.
Aterramento interno: não
Saída para aterramento: não
Pré-amplificador interno: precisa de um pré-amplificador
Anti-skating: não
Contra-peso: sim
Controle de altura: sim
Controle de ângulo do braço: sim
Controle de pitch: não
Estroboscópio: não
Luz alvo: não
Adaptador para discos de 45 rpm: não
Pés reguláveis para nivelamento: sim
Conversão: não
Software de conversão:
Conexão: pré-amplificador > amplificador > caixas
Saídas: RCA
Chave phono/line: não
Alimentação: 110V - pode precisar de uma fonte externa
Dimensões: 45, 36 e 12 cm (L,P,A)
Itens adicionais: tapete de feltro
Itens opcionais: tampa de acrílico



Fotos: http://www.rega.co.uk
Confira mais modelos e entenda melhor como funciona os toca-discos e equipamentos da Rega em: http://www.audioteam.pt/index.html#rega/rega

Para conhecer alguns equipamentos Hi-end
http://hificlub.com.br/loja
http://www.mundohiend.com.br/

Stanton
http://www.stantondj.com

Stanton T- 55
Preço em média: R$ 1400,00 a R$ 1700,00
Motor: belt drive
Velocidade de rotação: 33 e 45 rpm
Reprodução reversa: não
Prato: alumínio
Braço: reto
Shell: incluso
Agulha de reposição: 500, 505 ou 520-v3
Aterramento interno: sim
Saída para aterramento: não
Pré-amplificador interno: sim
Anti-skating: não
Contra-peso: sim
Controle de altura: não
Controle de pitch: sim (10%)
Estroboscópio: sim
Luz alvo: sim
Adaptador para discos de 45 rpm: não
Pés reguláveis para nivelamento: sim
Conversão: sim
Software de conversão: Audacity
Conexão: amplificador > caixas
Saídas: RCA e USB
Chave phono/line: sim
Alimentação: 100v a 240v
Dimensões: 44, 37 e 17 cm (L,P,A)
Itens adicionais: capa de tecido e tapete de feltro
Itens opcionais: não

Fotos: http://www.stantondj.com

Stanton T- 92
Preço em média: R$ 1900,00 a R$ 2100,00
Motor: direct drive
Velocidade de rotação: 33, 45 e 75 rpm
Reprodução reversa: sim
Prato: alumínio
Braço: curvo
Shell: incluso
Agulha de reposição: 500, 505 ou 520-v3
Aterramento interno: sim
Saída para aterramento: não
Pré-amplificador interno: sim
Anti-skating: sim
Contra-peso: sim
Controle de altura: não
Controle de pitch: sim (8% e 12%)
Estroboscópio: sim
Luz alvo: não
Adaptador para discos de 45 rpm: sim
Pés reguláveis para nivelamento: sim
Conversão: sim
Software de conversão: Audacity
Conexão: amplificador > caixas
Saídas: RCA e USB
Chave phono/line: sim
Alimentação: 100v a 240v
Dimensões: 44, 37 e 17 cm (L,P,A)
Itens adicionais: capa de tecido e tapete de feltro
Itens opcionais: não


Fotos: http://www.stantondj.com

Stanton ST-150
Preço em média: R$ 4500,00 a R$ 4900,00
Motor: direct drive
Velocidade de rotação: 33, 45 e 75 rpm
Reprodução reversa: sim
Prato: alumínio
Braço: reto ou curvo
Shell: incluso
Agulha de reposição: 500, 505 ou 520-v3
Aterramento interno: sim
Saída para aterramento: não
Pré-amplificador interno: sim
Anti-skating: sim
Contra-peso: sim
Controle de altura: sim
Controle de pitch: sim (8%, 25% e 50%)
Estroboscópio: sim
Luz alvo: sim
Adaptador para discos de 45 rpm: sim
Pés reguláveis para nivelamento: sim
Conversão: não
Software de conversão:
Conexão: amplificador > caixas
Saídas: RCA e audio-digital
Chave phono/line: sim
Alimentação: 100v a 240v
Dimensões: 45, 38 e 17 cm (L,P,A)
Itens adicionais: controle de velocidade de acionamento, capa de tecido e tapete de feltro
Itens opcionais: não


Fotos: http://www.stantondj.com

Technics 
http://www.technics.com/global

Technics 1200 MK-II
Preço em média: varia bastante para cada modelo
Motor: direct drive
Velocidade de rotação: 33 e 45 rpm
Reprodução reversa: não
Prato: alumínio
Braço: curvo
Shell: não informado
Agulha de reposição: não especificado
Aterramento interno: não
Saída para aterramento: sim
Pré-amplificador interno: sim
Anti-skating: sim
Contra-peso: sim
Controle de altura: sim
Controle de ângulo do braço: sim
Controle de pitch: sim (8%)
Estroboscópio: sim
Luz alvo: sim
Adaptador para discos de 45 rpm: sim
Pés reguláveis para nivelamento: sim
Conversão: não
Software de conversão:
Conexão: amplificador > caixas
Saídas: RCA
Chave phono/line: não
Alimentação: 110V/220V
Dimensões: 45,3, 36 e 16,2 cm (L,P,A) - 12kg
Itens adicionais: tampa de acrílico e tapete de feltro
Itens opcionais: não


Technics SL-1200, sua fabricação teve início em outubro de 1972 pela MATSUSHITA detentora da marca TECHNICS e PANASONIC. Originalmente lançado com um Toca Discos de alta qualidade, rapidamente foi adotado por radialistas e DJS. Desde o seu lançamento em 1978, SL-1200 MK2 e seus sucessores tem sido o Toca Discos mais comum entre os DJs de clubes e o DJs de performance, muito embora não seja o melhor e nem o mais caro Toca Discos do Mundo.
 As MK2 apresentaram diversas mudanças, desde seu lançamento, incluindo alterações no motor e aparência externa. Em 1972, mais de 3 milhões de unidades foram vendidas. Muitos dos modelos fabricados nos anos 70 ainda estão em uso, no entanto o produto não foi atualizado para os padrões atuais e não existe nele uma porta USB.
Sob o nome Technics, a companhia produz uma variedade de produtos de alta-fidelidade, como Toca Discos, amplificadores, receivers, tape-decks, CD players e alto-falantes disponíveis para vários países. Foi concebida originalmente para produzir equipamentos de áudio competindo com companhias como a Nakamichi, mas a maioria de seus produtos passaram a usar a marca Panasonic a partir de 2002 (exceto no Japão, onde a marca é muito popular). Equipamento para DJs, pianos eletrônicos e micro-systems são alguns dos produtos sob o nome Technics atualmente sendo vendidos no EUA e Europa.

Modelos
A original SL-1200, lançada em 1972, foi comercializada até 1978.
A SL-1200 MK2, lançada em 1978, tem acabamento prata, a posteriori eles também seriam comercializados com acabamento preto. No mesmo ano o motor foi atualizado o pitch rotativo foi substituído pelo controle deslizante. Em síntese este é o modelo que foi perpetuado.
A SL-1200MK2PK é comercializada apenas nos EUA com acabamento preto.
A SL-1210MK2 é a versão preta das SL-1200MK2.
A SL-1200MK3, lançada em 1989, tem acabamento preto assim como as 1210, plugues RCA dourados. Foi destinado apenas para o mercado asiático.
A SL-1200M3D (1997) teve adicionado um botão de quartz que reseta o pitch imediatamente ao ponto 0.
A SL-1210M3D é a mesma versão que a SL-1200M3D exceto pelo acabamento preto.
A SL-1200MK4 (1997) é comercializada apenas no Japão. Este é o último modelo que possui o vão no meio do controle deslizante do pitch, também nesta atualização foi incluída a rotação 78 RPM juntamente com as de 33 e 45 RPM e os cabos RCA deixaram de ser fixos.
A SL-1200MK5 foi aumentado o controle anti-skating de 0–3 para 0-6 gram-force.
A SL-1210MK5 é a versão preta da SL-1200MK5.
A SL-1210MK5G foi lançada no Japão em 2002. É a versão de aniversário de 30 anos do produto. A diferença desta para modelo MK5 é a habilidade de variar o pitch entre ±8% e ±16%, e a luz de iluminação é do pitch foi alterada para azul, para acompanhar o novo modelo de pitch digital.
SL-1200GLD (1998). Possui o acabamento em dourado e preto.
SL-1200LTD (2004). Possui o acabamento em dourado
A SL-1200MK6, prata e SL-1200MK6K1 preta 2007 foi o último lançamento da marca até o momento.

Fotos: http://www.technics.com/global

Lojas que vendem alguns desses modelos
Audio Technica - Revenda autorizada em Curitiba
AudioDriver Instrumentos Musicais Curitiba/PR
Site: www.audiodriver.com.br
Email: vendas@audiodriver.com.br3042-4398

Marantz
http://ekipsom-rs.com.br/audio/toca-discos.html
http://www.elitpro.com.br/loja

Numark:
http://www.aiup.com.br/ecommerce_site/categoria_3936-3971_4470_Audio-Toca-Discos
(vende pelo Mercado Livre, escritório em Curitiba)

Pro-Ject
http://www.sommaior.com.br/marca/pro-ject/
http://www.euroaudio.com.br/
http://www.livemax.com.br/
http://www.cinemma.com.br/audio-toca-discos-turntable-m176_202

Rega:
http://www.alphaav.com.br/loja/
http://www.cinemma.com.br/audio-toca-discos-turntable-m176_202

Várias marcas:
http://www.casadostocadiscos.com.br
http://catodi.com.br/toca-discos.html

Agradeço a contribuição dos membros do Clube do Vinil e Toca-discos de Curitiba e Região.

Post sugerido por José Luiz, Ana Carolina, Tiago Cunha, João Ramon e Naná Rizinni.

Referências
http://www.audio-technica.com
http://www.us.marantz.com
http://www.numark.com/
http://www.pioneerelectronics.com/
http://www.project-audio.com/
http://www.rega.co.uk/
http://www.stantondj.com/
http://www.technics.com/global/

115 comentários:

  1. Olá, pode me dizer se vale mais a pena comprar um toca-disco usado technics ou gadiente por 500,00 ou um novo numark por 1000?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá.
      Se você conseguiu encontrar um Technics ou gradiente em bom estado por um bom preço, não exite em adquiri-lo.
      Obrigado pelo contato.

      Excluir
    2. Gradientes que valem a pena são: DD100q, DD200q, DD1 ou o top da Gradiente RPll, mas tu não encontra nenhum desses em bom estado por menos de R$1.000,00.

      Excluir
    3. Gradientes que valem a pena são: DD100q, DD200q, DD1 ou o top da Gradiente RPll, mas tu não encontra nenhum desses em bom estado por menos de R$1.000,00.

      Excluir
    4. Numark????!!!! Pelo amor de deus, produto só tem sofisticação.
      Qualidade do áudio horrível.
      Cadê sansui?
      Sou mais os antigos.
      Estou muito feliz com meusony e DUAL.

      Excluir
  2. Onde posso conseguir uma placa de saída de som para um amplificador Gradiente?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você tem que ser mais específico. Qual amplificador da Gradiente? Placa se saída de som????

      Excluir
  3. Diego, Parabéns pelo post. Já coloquei o "De volta para o vinil" em meus favoritos. Sempre que precisar estarei à disposição. Nelson Cinemma Audio Video High End.

    ResponderExcluir
  4. Quero um toca discos para conectar na entrada AUX do meu mini system. Me interessei muito pelo modelo Audio Technica ATLP 60. Ele já vem pré-amplificado, correto? E, outra duvida: a falta de contra-peso nesse modelo não prejudica os discos?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Diego
      Obrigado por ler o blog e entrar em contato.
      Como eu disse no início do post, não pude testar ou ver um TD Audio Technica ATLP 60 funcionando. As informações disponibilizadas são dos sites dos fabricantes. Esse modelo possui pré-amp no modo line, ou seja, você não usar a configuração phono própria dos toca-discos. Para utilizar a saída phono você vai precisa de um pre-amp externo para ligar no seu receiver.
      Sugeri esse modelo como opção mais barata, mas indico que você opte por outros modelos um pouco mais caros, mas que possuam no mínimo contra-peso e anti-skating.
      Espero ter ajudado.

      Excluir
  5. Viajo sexta para NY com a ideia de comprar um toca-discos (por sinal, pensei em um Crosley por razões estéticas, mas depois do que li aqui estou repensando). A questão é que não tenho R$ 1000 para dar num aparelho. Será que ninguém aqui poderia me indicar um toca-discos de entrada - não-destruidor de vinis -, por até uns R$ 500 (ou por volta de U$ 100)? A Crosley é tão ruim assim?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É melhor você procurar por um vintage em bom estado do que qualquer Crosley.

      Excluir
  6. Olá tenho um par da áudio technica comprei por 2700 os dois na época do dólar baixo e estou muito satisfeito uso com o torq conectivric da maudio e responde super bem a única coisa que acho ruim são as cápsulas com agulha que pretendo mudar para shure,mas o resto show de.bola

    ResponderExcluir
  7. Ficou de fora marcas como AKAI,POLYVOX... - Marcio Silva de Almeida/Joinville-SC

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Márcio
      Obrigado ler o blog.
      Existem muitas marcas com toca-discos novos de qualidade.
      Nesse artigo foram citadas apenas as principais, mas posso analisar as marcas sugeridas se você me passar os modelos.

      Obrigado

      Excluir
  8. Olá amigo, encontrei um toca discos Philips FP312 em ótimo estado de conservação, estou achando que ele é melhor do que esses modelos novos mais baratos, gostaria de ua opinião. Obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Vinícius.
      Desculpe a demora na resposta e obrigado por ler o blog.
      A Philips FP312, pelo que eu vi em fotos, com contra-peso, anti-skating e lift é um bom modelo de toca-discos, se estiver realmente em bom estado de conservação, incluindo agulha, prato, braço, motor, é uma boa aquisição dependendo do preço.
      Espero ter ajudado... qualquer coisa entre em contato pelo email...

      Excluir
  9. Bom dia Amigo.
    Quero lhe parabenizar pela ótima matéria.
    Estou dando uma lida em seu blog e certamente voltarei a lhe contatar.
    Mas por enquanto, queria saber se tu podes indicar um equipamento Serato (compativel ou com preço bem mais acessivel). Se já tiver publicado, deixe o link neste comentário, por favor.
    Agradeço e parabenizo novamente pelos esclarecimentos.
    Abzz

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. olá Allex.
      Obrigado por ler o blog.
      Infelizmente não existe nenhum equipamento mais barato e de qualidade do que os citados nesse post. Você pode tentar pegar algo mais em conta se procurar um TD usado quem sabe.

      Excluir
  10. gostaria de saber sobre a marca de vitrola CTX opera, se ela é uma vitrola de rasoável para bom?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Fábio
      Obrigado por ler o blog.
      Sendo sincero o CTX opera e similares, Crosley, ION, estão na categoria dos Destruidores de Vinil (de péssimo para pior). Fuja desse tipo de TD, tenho certeza que você vai se arrepender. Se sei orçamento abaixo procure TDs usados.

      Excluir
  11. Olá. Estava cogitando adquirir um denon DP300F, mas vi que os Denon's nem entraram na sua lista. Qual o motivo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Yurgan
      Obrigado por ler o blog.
      Como eu afirmo no início do post, aqui estão listados os TDs mais indicados e citados por alguns colecionadores, isso não significa de forma alguma que outras marcas sejam ruins. Existem inúmeras de TDs de boa qualidade e assim que for possível vou incluindo nessa lista.
      Obrigado

      Excluir
  12. Gente o problema que os valores são exorbitantes comparados aos que estão no mercado hoje, ainda que eu entenda toda a questão do que se o que procura é som e não estética esse é o valor que deve ser pago. Ainda assim não teria como fazer umas indicações dos "menos piores" desses vendidos hoje em livrarias e afins?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá João.
      Não podemos indicar algo que não confiamos na qualidade.
      Sabemos que os preços de um sistema de áudio não são muito convidativos e para casos de baixo orçamento recomendamos adquirir TDs e aparelhos antigos que tem o preço mais em conta, dependendo da marca e estado de conservação claro. Optar por um sistema de áudio analógico exige investimento, paciência e muita pesquisa.
      Obrigado.

      Excluir
  13. Boa tarde. Tenho um toca discos de vinil marca gradiente, modelo Avanti. No system original dele ele toca legal. Porém, na minha mesa de som amplificada não deu rendimento, com som muito baixo. Pergunto por que isso ocorreu??? Sei que o toca discos é bastante limitado e simples, mas caso eu adquira um toca discos novo, de boa marca, ele vai funcionar com bom rendimento na mesa de som. Reforço que na mesa utilizo outros aparelhos como toca cds, celular e obtenho ótimo resultado. Obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite.
      Obrigado por ler o blog e entrar em contato.
      Não sei como você está fazendo as ligações entre TD e a mesa de som, mas é bom salientar que o sinal do TD é phono e por isso talvez o som está saindo baixo. Assim você tem duas opções: procurar a entrada phono da mesa de som ou comprar pre-amplificador que faça a conversão de phono para line.
      Espero ter ajudado

      Excluir
  14. Olá, que tal essa vitrola: http://www.chinalink.com.br/casa/toca-discos/toca-discos-vinil-vitrola-em-madeira

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Maicon.
      Qualquer modelo dessa procedência é considerado um vinyl killer. Fuja de TDs baratos.
      Os modelos mais indicados estão nesse post.

      Excluir
  15. Boa noite, sou muito leiga no assunto e quero comprar um toca discos. Atualmente qual vitrola ou toca discos você me indicaria? Um que seja bom (não estrague os discos) e barato principalmente, eu sou louca por aquelas maletas (Crosley) você acha que vale a pena ? (Atualmente namoro essa http://www.urbanoutfitters.com/urban/catalog/productdetail.jsp?id=36425429&category=VDAY-MUSIC o que você acha ?)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá. Obrigado por ler o blog.
      A lista de toca-discos indicados está nesse post. Qualquer maleta da crosley ou similar é considerado um vinyl killer. Fuja de TDs baratos e dessa procedência.
      Espero ter ajudado.

      Excluir
  16. Na outra matéria dizem que existe algo muito melhor a preço compatível; ai entro aqui e os preços tão entre R$ 1.300,00 e R$ 4.000,00? Isso não é nem um pouco compatível com R$ 400,00..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite.
      Tudo vai depender da qualidade de som que você quer atingir. Não existem TDs de boa qualidade a preço de banana. O máximo que você vai encontrar por R$ 400,00 é um TD usado.
      Os TDs novos mais indicados estão nesse post.
      Espero ter ajudado

      Excluir
  17. Olá, sabe informar um bom lugar para fazer revisão de uma technics 1200?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá.
      Preciso saber a cidade que você mora...

      Excluir
  18. Olá Diego, parabéns pelas materias. entre o pioneer pl 990 e o audiotechnica at-lp60, qual vc recomendaria?
    obrigado.

    ResponderExcluir
  19. Olá quero ler essa matéria também (pionner pl 990 e audio technica at-lp60), qual o link?

    ResponderExcluir
  20. Existe algum bom toca discos que tenha também aparelho de cd e k7?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá
      Existir a té existe, mas são conhecidos como vinyl killers.
      Prefira um toca-discos de qualidade separado das demais funções.
      http://devoltaparaovinil.blogspot.com.br/2015/07/toca-discos-comprar-audiotechnica-numark-rega-stanton-technics-vinil.html

      Excluir
  21. Tenho uma vitrola portatil antiga da Philips, só não sei o modelo dela. Eu acho que ela é dos anos 60 ou 70. Eu queria saber se as vitrolas portateis desses tempos, prejudicam os discos ou não ? Obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá. Infelizmente sim. Na verdade grande parte dos toca-discos e vitrolas sem contra-peso possuem esse problema. Claro que antigamente a maioria das pessoas não se preocupavam em proteger a vida útil do vinil. Ainda sim, as vitrolas portáteis antigas podem ser consideradas melhores que as novas, mas ambas devem ser apenas decorativas.

      Excluir
  22. Estou querendo uma vitrola portatil da Numark que achei. Eu não sei o modelo dela. Eu queria saber se ela é uma dessas que tambem estragam os discos ? Obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá. Infelizmente sim. Na verdade, grande parte dos toca-discos e vitrolas sem contra-peso e anti-skating possuem esse problema.

      Excluir
  23. Respostas
    1. Olá Marcelo.
      Se vc está procurando um toca-discos usado mais em conta, o 675c é uma boa escolha, mas claro, está longe de ser o ideal.
      Pelo que pude ver numa breve pesquisa, apesar de a shell ser plástico o braço possui um contra-peso, assim é possível regular o peso que agulha exerce sobre o vinil.
      Espero ter ajudado.

      Excluir
  24. Eu ainda estou com muitas dúvidas sobre qual toca-discos comprar. Um amigo me recomendou esse: https://www.walmart.com.br/vitrola-toca-discos-diamond-branco/3592856/pr
    Devo investir? Esse toca-discos é bom?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Primeiramente obrigado por ler o blog.
      A questão de qual toca-discos adquirir é sempre complicada pois temos que levar em consideração muitos fatores. Entretanto, existem dois problemas principais, que são orçamento e espaço.
      Optar por um sistema de áudio analógico, e digo sistema porque não estamos falando só do toca-discos, demanda um bom investimento.
      Infelizmente todas as maletas, vitrolas, de marcas como ION, Crosley, TEAC, Sonata e também Echo Vintage podem ser consideradas vinyl killers.
      Todas não possuem dois acessórios fundamentais para preservar a vida útil dos vinis: contra-peso e anti-skating.
      Além de possuírem peças de qualidade muito inferior: agulha e braço de plástico, cápsula de porcelana, motor de baixa potência e caixas embutidas muito fracas.
      Não posso recriminar as marcas, mas também não posso indicar algo que não confio. Acredito que eles estão apenas aproveitando o boom do vinil para vender esse tipo de aparelho.
      Enfim, indico ao meus leitores que procurem toca-discos, receiver, caixas, usados, e vão trocando na medida do possível por aparelhos melhores.
      Claro que isso demanda pesquisa e também um certo risco.
      Espero ter ajudado

      Excluir
  25. Sony Linear Ps-lx510, é bom?

    ResponderExcluir
  26. gostaria de uma opinião, somente entre esses toca-discos qual é o melhor? Marantz Tt42 , Numark Tt Usb , Stanton T.62 e Audio Technica At-lp60 ?
    qual o melhor ???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Anderson
      Difícil dizer porque são modelos semelhantes, depende do gosto pessoal e investimento.
      Aconselho procurar em fóruns e consultar colecionadores que possuem esses modelos para ter um opinião melhor. Tenho um Stanton T92 e não tenho do que reclamar.
      Espero ter ajudado.

      Excluir
  27. primeiramente parabens pelo blog e artigos, sempre muito didatico e objetivo.

    Estou a procura de um toca disco, e vi dois modelos que me despertaram a atencao (principalmente preço). Um o Stanton Str8-20 e outro um Sony PS-t20bs. Ambos sem shell e headshell. Qual seria a melhor opcao de investimento?

    Sou bastante leigo, mas vi algumas diferencas... Um é belt drive, braco reto e sem anti skating, porem digamos mais novo... Outro é direct drive, braço curvo e com skating, porem um aparelho de uns 30 anos....

    Se puder dar dicas agradeço!

    José

    ResponderExcluir
  28. Olá estou a procura de um toca disco melhor do que eu tenho, não entendo bem do assunto, mas tenho um consirado killer disco. Vi varios anuncios mas não sei qual seria a melhor escolha. Os que vi sao: gradiente d40 por 400 reais, technics sl-b210 por 700 reais, pioner pl-4 por 550 reais e Philips 22 ga 160 por 350. Levando em consideração que todos estao em ótimo estado. Qual seria a melhor escolha?
    Melhor custo beneficio?
    Alem desses teria outras sugestões até 500 reais?

    ResponderExcluir
  29. olá, diego.
    enviei um e-mail para você, mas resolvi fazer a pergunta aqui também, quando lembrei dessa possibilidade. bom, graças ao seu blog, eu escolhi comprar um aparelho de som AUDIO-TECHNICA AT-LP 120. agora, a questão é outra: qual caixa de som comprar? de qual marca? você poderia sugerir alguma coisa? eu gostaria de combinar preço e qualidade; algo que combinasse com o aparelho que comprei. é possível comprar algo bom por um preço igual ou menor a R$ 1.000? eu fiz uma rápido pesquisa e encontrei pares de caixas acima de R$ 2.000. se puder, responda-me (também) pelo e-mail enviado para o contato informado: devoltaparaovinil@gmail.com.
    desde já lhe agradeço! e parabéns pelo blog. é ótimo! não encontrei nada melhor na internet.

    ResponderExcluir
  30. Bom dia ;

    A Stanton T-92 e a Numark TT USB possui saída para fones de ouvido? Quero investir na vitrola mas no momento não tenho espaço físico para colocar caixas de som. Caso, não houver saberia me dizer quais dessas recomendadas no post incluem ?

    Parabéns pelo blog

    att; Thiago.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Thiago.
      Obrigado por ler o blog.
      Nenhuma das duas possui saida P2 direta para fone...
      Você vai precisar conectar seu TD a um receiver e esse reveiver deve ter saída P2 para fone.

      Excluir
  31. de tudo que foi postado não á comparação com as technics. eu diria que a unica rivaliza seria a nova pioneer. quem quer algo decente de qualidade vai nas technics ou novo pioneer.

    ResponderExcluir
  32. boa noite:estou em duvida entre technics 1200 usado que o preço esta 6000reais o par e o plx pioneer 1000 que custa 4200 cada mas é zero.qual devo comprar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá.
      Os dois são excelentes TDs, mas se as technics estão em excelente estado, optaria por elas.

      Excluir
  33. Boa tarde. Sou leigo no assunto e não gostaria de gastar muito na minha primeira aquisição de um toca discos. Vi que os aparelhos da Technics são muito elogiados não só aqui como em outros sites. Me interessei por um Technics modelo Sl b210, então gostaria de saber se você o recomenda. Ele tem contra-peso e anti-skating, itens que você considera essenciais? Há alguma contraindicação a este modelo? Me pareceu interessante, mas estranhei os preços bastante inferiores a outros modelos bem avaliados. Muito obrigado desde já pela atenção!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ezequiel.
      Realmente é um modelo bem mais simples, mas nem por isso deixa de ser um bom TD, muito superior aos vinyl killers.
      Se está em bom estado e com um preço razoável acho que vale a pena para começar. Lembrando que ele tem contra-peso, mas não tem anti-skating, mas acredito que com uma boa regulagem, uma agulha de qualidade e um bom receiver e caixas, vc consiga montar um sistema de áudio bacana.

      Excluir
  34. Boa tarde! Estou na iminência de comprar uma technics sl d-93 ...o dono atual disse que está muito conservada e ainda me dá 3 meses de garantia. qual a opinião do blog sobre o equipamento. Vale a pena?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite.
      Obrigado por ler o blog.
      É um modelo mais simples technics, mas é um bom toca-discos para começar.
      Lembre-se de que você deve também adquirir um bom receiver e caixas de boa qualidade.
      Espero ter ajudado.

      Excluir
  35. Boa noite ! O que acha do RAVEO ARIA ????

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A questão de qual toca-discos adquirir é sempre complicada pois temos que levar em consideração muitos fatores. Entretanto, existem dois problemas principais, que são orçamento e espaço.
      Optar por um sistema de áudio analógico, e digo sistema porque não estamos falando só do toca-discos, demanda um bom investimento.
      Infelizmente todas as maletas, vitrolas, de marcas como ION, Crosley, TEAC, Sonata, Echo Vintage e Raveo podem ser consideradas vinyl killers.
      Não pude avaliar pessoalmente o aparelho da Raveo, mas apesar de possuir dois acessórios fundamentais para preservar a vida útil dos vinis - contra-peso e anti-skating - as peças internas devem ser de qualidade muito inferior: agulha e braço de plástico, cápsula de porcelana, motor de baixa potência e caixas muito fracas.
      Não posso recriminar essas marcas, mas também não posso indicar algo que não confio. Acredito que eles estão apenas aproveitando o bom do vinil para vender esse tipo de aparelho.
      Se orçamento é baixo optaria por comprar um TD usado de boa qualidade.
      Espero ter ajudado

      Excluir
    2. Tenho um Raveo Aria, acabou de chegar. Ele tem contrapeso e controle de pitch (ainda estou apanhando deste). O manual diz que a cápsula fornecida deve trabalhar com peso entre 4 e 6 gramas. Achei esquisito, deixei em 2 gramas. Acha que faz diferença?

      Excluir
  36. Bom dia! Estou olhando um toca disco de presente para o meu marido e não entendo muito. Se eu comprar um Numark preciso comprar caixas de som? Se sim, qual vc me recomenda? Desde já te agradeço pela atenção .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entre em contato pelo email para facilitar a comunicação.

      Excluir
  37. Também sou leigo...Tenho um aparelho da sony com entrada para pen drive (usb), e o som é bom. Se eu colocar um ATLP ou outro desses mencionados acima conectado nessa entrada usb, sai o som do disco? Em caso negativo, o que fazer? Comprar caixas separadas com rca?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá
      Essa configuração de som citada acima não funciona. A entrada USB só serve para ler pen-drive.
      Para ligar um ATLP no som da sony você tem duas opções:
      Saída Line > cabo RCA > Som da sony
      Saída Phono > cabo RCA > pré-amplificador > cabo RCA > aparelho da sony.
      Espero ter ajudado

      Excluir
  38. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite João
      Obrigado por ler o blog.
      Não permitimos vendas e links externos nos cometários do blog.
      Esperamos que compreenda.

      Excluir
  39. Olá, agradeço as indicações. Gostaria de saber sobre o Toca-Discos PT-01USB Numark. Seria uma boa compra custo/benefício? É muito pior que os outros desta marca? Podem avaliá-lo? Valeu!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Julio.
      Esse modelo não está na lista porque é considerado um vinyl killer, sendo um modelo de baixa qualidade da numark.

      Excluir
  40. Olá , qual toca discos seria melhor , um vintage technics ou gradiente ou um Pro-Ject Debut Carbon Spirit? Valeu!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá.
      Difícil responder a pergunta porque os três são bom modelos de toca-discos. Mas se você um som mais próximo do Hi-end eu optaria por um da Pro-ject, aliado a um bom sistema de áudio. Mas um vintage da technics ou gradiente também tem os seus méritos.

      Excluir
  41. Olá , parabéns pelo blog ! Tenho um Gradiente DS 40 , o toca-disco , o receiver e o tape , fiz uma revisão geral e ficou muito bom , mas eu quero um toca-discos novo , pensei no Marantz Tt42p Hi-fi, que está na faixa de $ 1.900 , com meu receiver Gradiente DS 40 você acha que dá um som de alta qualidade ou o Marantz não é muito bom , ou teria que comprar em receiver novo ? Abraço e obrigado pela atenção !!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A marantz é uma excelente marca de toca-discos e aparelhos de som. O Marantz TT42p é um modelo superior ao que eu citei no post, por isso acredito que seja um bom toca-discos.
      Espero ter ajudado.

      Excluir
    2. Bo noite Diego , valeu pela dica do Marantz... Abs

      Excluir
  42. Olá! O Grammophone Ribeiro e Pavani Sierra é considerado de boa qualidade? Estraga os discos? Quero unir um toca discos com a decoração da sala. O q vc acha?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Thayanne.
      Obrigado por ler o blog.
      Infelizmente sim, se tiver dúvidas pode entrar em contato pelo email.

      Excluir
  43. Olá! Gostaria de sua opinião sobre o modelo Numark PT01 USB, quero começar com o Vinil mas estou com o orçamento baixo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Thiago
      Também pode ser incluído na lista de vinyl killers.
      Se você possui baixo orçamento, indico a compra de TDs usados ou de aparelhos 3 em 1 antigos.
      Mas isso exige bastante pesquisa e um certo risco.

      Excluir
  44. Eu tenho um rádio comum Toshiba CM 3248, 20 anos comigo e nunca tive problema com meus discos, mas agora fiquei preocupado. Ele é um "vinyl killer"? Quais riscos ele pode trazer?
    Ele é igual do vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=QmO13nIiUgk
    Att - Gustavo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Toshiba CM 3248 é um bom toca-discos, pois possui contra-peso e lift. Isso já ajuda e muito da preservação da vida útil dos discos. Claro, não um toca-discos profissional, mas é sim um bom toca-discos, aliado a uma agulha de qualidade, claro.

      Excluir
  45. Olá
    O q vc acha da Audio Technica At Lp60 ?
    Sem aquele lance de usb
    Obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá
      A LP 60 não é o melhor toca-discos da Audio technica, mas pode quebrar o galho por um tempo. É muito superior aos vinyl killers. Mas se você vai investir num TD, prefira gastar um pouco mais e compre uma ATLP 120, que possui contra-peso e anti skating.

      Excluir
  46. Tenho um toca disco de mala da Imaginarium, cor preto, conectado à caixa de som bluetooth Bose Mini 2. Adquiri vários discos antigos em Sebos aqui em Goiânia e estou satisfeitissimo com a qualidade de audição.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá.
      Esses modelos são conhecidos como vinyl killers.
      Quando for possível, recomendamos que você troque por um modelo melhor que possua contra-peso, anti-skating e agulha de melhor qualidade.

      Excluir
  47. Boa tarde!
    Quero fazer a minha primeira compra de um toca discos, e fiquei interessado no Audio-technica At-lp120.
    Embora queira depois comprar caixas de som boas, hoje possuo uma caixa de som mediana.
    A minha dúvida é se este toca discos é compatível com os auxiliares destas caixas de som.
    Você poderia tirar essa dúvida pra mim?
    Muito obrigado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Celso.
      É possível ligar AT-LP120 em qualquer receiver mais moderno, pois o Td possui saída Line.
      Para entender o que estou falando entre na seção toca-discos aqui no blog, e leia a última matéria Toca-Discos 6.
      Espero ter ajudado.

      Excluir
  48. Olá Diego,
    Quero fazer a minha primeira compra de toca discos, e até agora estava optando por modelos como: Crosley CR6019A-BR, Raveo Volare e CTX Harmony, porém após ler sua matéria percebi que essas podem ser consideradas vinyl killers. Entretanto, em diversos lugares vi recomendações principalmente dos produtos da Crosley e Ctx. Então quis me certificar, esses modelos são mesmo matadores de vinil? E se sim, onde posso achar modelos melhores, usados e em boas condições, com preços razoáveis?
    Agradeço desde já.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Teodoro
      Primeiramente obrigado por ler o blog.
      A questão de qual toca-discos adquirir é sempre complicada pois temos que levar em consideração muitos fatores. Entretanto, existem dois problemas principais, que são orçamento e espaço.
      Optar por um sistema de áudio analógico, e digo sistema porque não estamos falando só do toca-discos, demanda um bom investimento.
      Infelizmente todas as maletas, vitrolas, de marcas como ION, Crosley, TEAC, Sonata e também Echo Vintage podem ser consideradas vinyl killers.
      Todas não possuem dois acessórios fundamentais para preservar a vida útil dos vinis: contra-peso e anti-skating.
      Além de possuírem peças de qualidade muito inferior: agulha e braço de plástico, cápsula de porcelana, motor de baixa potência e caixas embutidas muito fracas.
      Não posso recriminar essas marcas, mas também não posso indicar algo que não confio. Acredito que eles estão apenas aproveitando o bom do vinil para vender esse tipo de aparelho.
      Enfim, com menos de 3.000 é difícil adquirir um sistema de áudio completo, indico ao meus leitores que procurem toca-discos, receiver, caixas, usadas, e vão trocando na medida do possível por aparelhos melhores.
      É possível achar aparelhos 3 em 1 usados de boa qualidade, mas claro que isso demanda pesquisa e também um certo risco.
      Para você entender todo o universo do áudio analógico indico a leitura dos artigos da seção toca-discos.
      Espero ter ajudado

      Excluir
  49. Olá Diego!
    Parabéns pelo seu blog!
    Preciso de sua ajuda. Antigamente eu tinha um toca discos CCE mod. DD 8080 que praticamente doei em 1998. Ele não era o melhor, na época, mas não era o pior.
    Como tenho alguns LPs guardados estou pensando na aquisição de um novo TD e estive vendo o Pioneer PLX 500 e o Audio Technica PL 120. Ouvi alguns relatos de problemas quanto ao antiskating do PL 120 e gostaria de saber se o fabricante melhorou.
    Você poderia opinar sobre qual deles comprar e se eles são pelo menos iguais, ou melhores, que meu antigo CCE DD 8080?
    Liomar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ramoil
      O CCE era um excelente toca-discos, e aliado com um bom conjunto cápsula+agulha poderia ter um excelente desempenho hoje.
      Mas a questão de qualidade é bem relativa, o que é bom para um em um determinado modelo não é bom outro.
      Eu falo características sobre esse dou modelos no post Toca-discos 4 | Qual toca-discos comprar. Não posso analisar os modelos mais a fundo pq não possuo nenhum dos dois. Acredito que o pionner seja melhor mais é melhor você pesquisar em fórum com colecionadores que tenham os modelos.
      Espero ter ajudado

      Excluir
  50. Olá Diego Kloss!
    Obrigado pelo retorno!
    Estou pesquisando.
    Ramoil

    ResponderExcluir
  51. Olá Diego, acabo de conhecer o blog e gostei muito!
    Estou querendo voltar a ouvir meus discos porém não tenho conhecimento algum e atualmente não tenho como investir em um desses modelos mais modernos.
    Eu possuo um Sharp CMS-55X em excelente estado, praticamente novo. Seria um problema ouvir meus discos nele?
    E meus pais tinham um Sharp SG220 onde eu cresci ouvindo discos, meu único sistema. Encontrei um na cidade em ótimo estado por aproximadamente R$400,00 (sem caixas). Seria este uma escolha ruim caso o meu outro Sharp não atenda?
    Agradeço e parabéns pelo blog!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Rui
      Não há problemas em ouvir discos no Sharp CMS-55X por um curto período. O que acontece é que esse modelo não possui contra-peso nem antiskating, peças fundamentais para preservar a vida útil dos discos. O desgaste do vinil ocorre a médio/longo prazo. O mesmo acontece com o Sharp CMS-55x.
      O ideal é achar um modelo que possua pelo menos essas duas peças (como o Sharp DD-202) ou investir futuramente em um toca-discos novo de melhor qualidade.
      Espero ter ajudado

      Excluir
  52. Boa noite, obrigado pelo artigo!
    Recentemente minha prima voltou de Londres e "encomendei" um TD pra ela. Pesquisei no Amazon.uk e achei um Numark TT USB a módicos 280 reais... Não tive dúvida, comprei e estou muito satisfeito com ele (meu antigo era um Gradiente T515). Só que a agulha (e cápsula) são da GT, que também é utilizado pelos ION... Considerados "vinil killer"! Estou a fim de trocar. Qual seria a melhor escolha: ortofon ou shure (ou alguma outra)? Desde já agradeço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Alexandre
      Tudo vai depender de quanto você vai querer desembolsar.
      Geralmente as agulhas e cápsulas da ortofon são mais caras.
      Mas ambas as marcas são as mais recomendadas pelos colecionadores. Não posso de dizer com propriedade, pois não possuo nenhuma das duas. O preço realmente assusta.
      Eu uso a cápsula e agulha que vieram com minha stanton, e não tenho do que reclamar.
      Pesquise em fóruns (htfórum), lá tem membros que podem dar um parecer melhor.
      Espero ter ajudado

      Excluir
  53. Amigos, preciso de uma orientação: Estou pretendendo comprar um ATLP 120. Qual o Home Teather mais compatível com esse TD? Esse TD também se compatibilizaria com um Receiver Panasonic 2.1 (antigo mas que funciona muito bem),e caixas respectivas? Ou teria que adaptar as caixas para 5.1. Grato Pela Atenção. Anibal Fillip

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Anibal.
      Temos um post que pode te ajudar
      Toca-discos 06 | Como conectar um toca-discos a um sistema de áudio, lá tem a descrição dos vários layouts possíveis.
      Quaçquer dúvida entre em contato pelo email ou facebook.

      Excluir
  54. Amigos, bom dia!
    A vitrola Sistema de Áudio Hi-Fi Aria Raveo é boa?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Juiano
      O toca-discos ou vitrolas da raveo entram na categoria de "vinyl killers".
      Se está procurando um TD novo de boa qualidade tem um lista na seção toca-discos.
      Lembrando que optar por áudio analógico demanda pesquisa e investimento.

      Excluir
  55. Ola, nao tenho conhecimento nesta área...gosto de escutar discos. Tenho uma vitrolinha Jensen, mas nao estou satisfeita. Tenho a possibilidade de comprar direto dos EUA. Nao qro nada muito caro. OLhei a audio-techinica indicada e esta com bom preço. porem ha 3 modelos indicados. o primeiro me atende? terei q comprar caixas e receiver tambem ne?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá
      A Audio technica ATLP 60 é um bom modelo, mas eu optaria pela ATLP 120 que tem contra-peso e antiskating.
      Ao comprar o toca-discos você precisar de três aparelhos para ouvir na saída phono Toca-discos > pré-amplificador > amplificador de potência > caixas. Confira os layouts do post do Toca-discos 6 aqui no blog.
      Espero ter ajudado

      Excluir
  56. preciso do software do toca discos e conversor de vinil para mp3 da EKINS V2.0. ALGUEM PODE ME AJUDAR?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá
      Eu utilizo o Audacity 2.1.2 depois edito no Adobe Audition.
      Lembre-se de habilitar somente a entrada de som USB na configuração do PC, desabilite o microfone do PC.
      Boa sorte.

      Excluir
  57. Amigos, fui informado sobre um toca discos GEMINI TT-1100-USB, apresentando a seguinte descrição: O TT-1100USB da GEMINI é um toca disco de drive de fita com conexão USB. Construído sob uma base ABS sólida e com pés emborrachados pesados e ajustáveis, o TT-1100USB elimina efetivamente retornos de vibrações externas. Possui um prato de alumínio e um braço de alumínio preciso para grande durabilidade na estrada para um rastreamento superior e sistema anti choque mesmo nas condições mais difíceis.

    O TT-1100USB também oferece um botão Liga/Desliga de motor de toque suave com indicador de LED para uma resposta rápida ao iniciar o prato e botões de toque simples de um toque apenas para RPM variável – 33 e 45.
    Talvez a função mais intrigante do TT-1100USB é a habilidade de ser conectado a um PC ou MAC através de uma porta USB, permitindo aos usuários transferirem suas coleções de vinil para formatos digitais a taxas de amostra de 44.1 kHz e 16 bits de resolução! O TT-1100USB é a ferramenta de escolha para interligas suas coleções de vinil e digital!
    Ele tem um formato da Audio Tecnica. Não tem tampa.
    Vcs tem alguma referência ou orientação a respeito. Agradeço a atenção.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Anibal
      Não conheço a fundo o modelo da Gemini, mas iria optar pelo Audio Technica ATLP 120, ouvi vários relatos bons sobre esse modelo.
      Mas não estou descartando o da Gemini, é porque não conheço mesmo.
      Espero ter ajudado

      Excluir
  58. Oi! Gostaria de ouvir meus discos de vinil, alguns raros, sem prejuízos. Ex.: Austrália tapes, ACDC, Blue Label Color. Comprar um TD antigo é sempre um risco por vários fatores. Pergunta, um PLX 500, usando uma cápsula e agulha de alta qualidade, resolve meu problema? Não me importo com automáticos que desligam sozinho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá
      O PLX 500 da pionner é um excelente toca-discos, só não posso afirmar com 100% de certeza porque não possuo, mas ele é indicado por alguns colecionadores. Usando uma agulha e cápsula de boa qualidade e tendo um bom sistema de áudio, você com certeza terá excelentes audições.

      Excluir
  59. Eu adquiri um toca disco dos anos 80 perfeito, belt drive, capsula Shure M44 e agulha N44c, prato estroboscópico, lindo aparelho eestou mto feliz.Estes toca discos atuais são de péssima qualidade a não ser que voce desembolse de 3 a 6 mil por um importado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá
      Não há dúvidas que alguns modleos antigos são superiores. Mas para quem não tem opção de adquiri-los, esses modelos são sim boas opções de toca-discos. Falo por experiência própria.
      Obrigado por ler o blog.

      Excluir
  60. olá, encontrei um par de duas marcas de toca discos... Um par numark TT 1700 por R$ 850 e um par stanton T50 por R$ 1.300

    Estou em duvida qual comprar !!!
    alguém poderia me da um help ???
    valewww

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os dois modelos são bons toca-discos acredito eu. Mas optaria pela stanton, dependendo do estado delas obviamente.

      Excluir