quarta-feira, 10 de maio de 2017

Como avaliar um disco de vinil? - Os critérios internacionais de avaliação

Um dos maiores problemas dos colecionadores para comprar discos online é saber as condições reais que se encontram determinado exemplar. A maioria vendedores utilizam critérios e graduações próprios, dificultando a avaliação do comprador e não mostrando o estado verdadeiro do produto.
Por isso, resolvi unir algumas informações e montei essa artigo sobre os critérios internacionais de avaliação de discos de vinil, tomando como base um artigo da Goldmine Magazine, uma tradicional revista americana de colecionadores de música, presente no mercado desde 1974.
A revista opta por não separar o estado da capa e o da mídia, isto é, faz uma média de ambos usando apenas uma avaliação. Porém, a grande maioria dos colecionadores prefere que a avaliação seja feita separada, incluindo também o estado do encarte. Afinal, quando é algum artista, banda ou trilha favorito(a), muitas vezes queremos um álbum em boas condições para guardamos em nossa coleção. Outras vezes queremos ter um vinil em bom estado apenas para ouvir as músicas, não importando tanto o estado da capa ou ainda a existência ou o estado do encarte.
Por esse motivo, recomenda-se usar esses critérios avaliando separadamente todos itens que compõe o material, para transmitir mais segurança ao colecionador e não deixá-lo com dúvidas na hora de comprar.
Agora, vamos a graduação dos critérios:

SEALED ALBUMS ou STILL SEALED (SS)
Álbuns que por algum motivo ainda hoje permanecem selados e fechados. Entram também nessa categoria os discos novos. Porém deve-se tomar muito cuidado ao adquirir discos nesse estado pois tanto álbuns antigos ainda fechados quando os novos lacrados podem apresentar defeitos de fabricação que não se enquadram na categoria MINT.

Disco lacrado.

MINT (M)
Um disco absolutamente perfeito em todos os sentidos. Nesse caso o disco, capa e encarte estão em perfeito estado sem nenhum arranhão ou manchas causados pelo tempo ou uso. É bem raro encontrar algum material nesse nível, mas não é impossível, só que o valor de disco nesse estado geralmente é bem alto. A maioria das vezes o álbum foi aberto mas o disco nunca foi tocado.
No caso de discos lacrados em perfeito estado usa-se o critério SEALED ALBUMS.

Nesse caso o disco estava lacrado, foi aberto por mim e até o momento não tinha sido tocado.
Mas não é um disco novo.
NEAR MINT (NM ou M-)
O chamado "quase perfeito" não possui defeitos visíveis e nem na sonoridade, muito menos marcas (anéis), adesivos ou rasgos na capa ou encarte. Além disso, não deve nem ter aquela marca do furo central, caraterístico da tentativa de colocar o vinil no pino do toca-discos.
É bom lembrar que discos com defeitos de fabricação não entram nessa categoria.
Certamente discos nesse estado também tem um preço alto de mercado e atendem colecionadores mais exigentes.

O vinil está perfeito estado, somente a capa apresenta pequenos desgastes de uso.

VERY GOOD Good (VG+) ou EXCELENT (E)
Exemplares dessa categoria podem apresentar leves sinais de desgaste incluindo riscos muito leves que não afetam a audição. Na capa podem haver sinais de manipulação, bem como leves marcas do tempo e marcas ao redor do furo central no selo.
É bom lembrar que essas marcas tanto do disco quanto da capa e do encarte devem ser quase imperceptíveis e de forma alguma devem atrapalhar a sonoridade.

O vinil apresenta riscos bem leves a capa apresenta desgaste de uso e marcas (anéis).

VERY GOOD (VG)
O famoso disco com "algumas imperfeições". Nessa categoria, os discos possuem um leve desgaste de uso (não possuem o brilho do disco zerado), mas são arranhões leves que ainda não atrapalham a sonoridade e em nenhum momento o som do ruído se sobressai ao som da faixa.
Já as capas nesse estado, possuem marcas de uso mais evidentes, pequenos cortes nas pontas, leve desgaste da lombada, pequenos vincos, escritas curtas, fita ou um adesivo podem estar presente no selo, mas nada de forma exagerada. Além disso, pode ter uma maior desfiguração como um carimbo de cópia promocional ou ainda conter algumas escritas como preço ou nome, mas nada extenso.
Discos nesse estado são mais fáceis de serem encontrados no mercado e possuem o preço mais acessível, embora muitos vendedores peçam valores fora do padrão. Por isso, deve-se tomar muito cuidado e pesquisar bastante para comprar discos dessa categoria assim como nas seguintes.

O vinil apresenta leve desgaste e a capa tem desgaste de uso, adesivo e marcas (anéis).

GOOD (G), GOOD PLUS (G+) ou VERY GOOD MINUS (VG-)
Discos dessa categoria poder ter riscos mais evidentes, mas ainda não devem atrapalhar a sonoridade. São aceitos pequenos chiados ou desgastes de uso. O selo pode ter marcas de uso, pequenos escritos, adesivos e até pequenos rasgos.
As capas dessa categoria possuem desgastes mais significativos, cortes mais profundos e marcas bem evidentes, além de adesivos e escritos maiores.
Esses discos são tidos pelos colecionadores como transitórios, ou seja, aquele disco que você vai guardar na coleção até encontrar algum em melhor estado.

O vinil apresenta riscos maiores mas que ainda não interferem na sonoridade e
a capa possui pequenos rasgos além das marcas de uso e desgaste do tempo. 

POOR (P) e FAIR (F)
A grande maioria dos discos nessa categoria serve apenas para artesanato, pois são discos em péssimo que não deveriam ser comercializados, mas os vendedores são insistentes e tentam de diversas formas ludibriar os compradores de diversas maneiras, como veremos em um outro post.
São discos com leves empenos, desgastados, com riscos grandes que interferem e muito da sonoridade. Algumas vezes tentamos limpar, lavar, escutar regulando o contra-peso, mas no final acabamos desistindo, trocando e/ou comprando outro exemplar melhor.
As capas estarão muitos danificadas e com rasgos muitos grandes. Somente algumas raridades são vendidas nesse estado a um preço bem abaixo do mercado, mas mesmo assim acaba não valendo a pena.

O disco está com muitos riscos que produzem chiado e também rachaduras que fazem com que
o disco pule e determinados momentos.
A capa esta rasgada, amarelada, assinada e completamente desgastada.
Fotos: Diego Kloss

Foto: fotógrafo desconhecido
Lembrem-se da importância de verificar o estado do disco, capa e encarte antes de realizar qualquer compra, seja pessoalmente ou online. Fique atento a todas as informações oferecidas pelo vendedor, questione, converse e negocie, pois muitas vezes você consegue um desconto em determinado disco ao apresentar o "defeito" ao vendedor.
No caso ao lado o vinil "Tim Maia Racional" é uma raridade e possui preços elevadíssimos quando encontrado em bom estado. Porém é perceptível que a capa está deteriorada, com muitos rasgos, fita adesiva, o vinil apresenta muitos riscos que certamente vão prejudicar a audição e, por mais que o disco esteja barato, acaba não valendo adquiri-lo desse jeito.
Nas compras online de discos usados sempre verifique as avaliações do vendedor, como ele procedeu em determinadas situações e não tenha receio de perguntar mais informações sobre o produto.

Referências
www.vidaemvinil.com
www.ocovildovinil.pt

Nenhum comentário:

Postar um comentário