Trilha 02 | 35 anos de "De Volta Para o Futuro" (1985)

Capa do vinil "Back To The Future" - Foto: Diego Kloss
Ano: 1985
Gravadora: MCA Records

Gênero: Trilha sonora
Obs: o álbum não está à venda.

Para a segunda postagem da seção ‘Trilha’ do “De Volta Para o Vinil” consegui algo muito especial. Nada mais, nada menos do que o vinil do filme que dá nome a esse blog. Vocês, leitores, não imaginam a felicidade quando consegui encontrar o vinil dos três filmes, na época.
Estou falando da trilha sonora do filme “De Volta Para o Futuro”, filme norte-americano de 1985, dirigido por Robert Zemeckis, escrito por Zemeckis e Bob Gale, produzido por Neil Canton e Gale, e estrelado por Michael J. Fox, Christopher Lloyd, Lea Thompson, Crispin Glover e Thomas F. Wilson, entre outros.
Neste post irei falar um pouco sobre os três filmes e principalmente sobre a espetacular trilha sonora dessa trilogia.
Zemeckis, Spilberg e M. J. Fox.
A trilogia "De Volta Para o Futuro" é fantástica, é mais fantástica ainda é a trilha sonora, tanto as composições orquestradas, quanto as canções presentes no filme.
Realmente fica difícil de imaginar como seriam os filmes sem as composições de Alan Silvestri. Atingindo o objetivo em cheio, Alan conseguiu tornar a música tema uma das mais conhecidas do cinema, digna de figurar ao lado de outras grandes composições, como as músicas de "Tubarão"," Indiana Jones", "Superman" e 'Star Wars", todas elas de John Williams. Nos extras da caixa de DVDs da trilogia, o diretor Robert Zemeckis conta que o filmes se tornaram grandiosos com a trilha composta por Silvestri.
Alan Silvestri havia colaborado com Zemeckis em "Romancing the Stone" porém Spielberg ficou insatisfeito com sua trilha inicial para "Back to the Future". Zemeckis aconselhou que Silvestri fizesse com que suas composições fossem grandes e épicas, apesar da pequena escala do filme, para impressionar Spielberg. Silvestri começou a retrabalhar sua trilha duas semanas antes da primeira pré-estréia.
A música tema é realmente grandiosa, extremamente bombástica e facilmente memorizada. Em suma, é impossível pensar em "De Volta Para o Futuro" sem que ela venha imediatamente à cabeça. Merece destaque também sua composição para os momentos de tensão do filme. Trata-se de uma música baseada em instrumentos de percussão, algo um tanto incomum em se tratando de temas de cinema, possuindo uma sequência gradativa durante a cena do filme até atingir o ápice. As outras composições orquestradas de Silvestri são variações em cima do tema principal, para diversos momentos do filme.
A trilha de Alan é basicamente a mesma nos dois primeiros filmes. Porém, para a terceira parte, passada no velho oeste, ele decidiu brincar um pouco com a temática, fazendo uma versão da música tema com uma singela gaita e criando músicas com influências de outros westerns e do Bluegrass (música caipira estadunidense), como pode ser conferido na cena do baile.
Quanto as canções presentes no filme, pode-se dizer que a primeira parte da trilogia é a que tem mais canções. Aliás, são as músicas mais legais de todos os três filmes.
Para começar, Huey Lewis and the News, uma banda americana de São Francisco, Califórnia. Tiveram diversos singles de sucesso durante as décadas de 1980 e 1990, conseguindo um total de 19 canções no top 10 nas paradas da Billboard Hot 100, Adult Contemporary e Mainstream Rock. Seu maior sucesso foi na década de 1980, com o álbum que chegou à primeira posição, Sports, auxiliado por uma série de videoclipes na MTV. Os News eram uma banda de rock/blues rock com soul e vocais harmônicos com influência do doo-wop. A banda cedeu duas músicas para o filme: a primeira, "The Power of Love" que virou a canção tema da primeira parte. Ela toca logo no início do filme, é extremamente dançante, é uma típica música Pop da década de 80, com sintetizadores e um riff  grudento.


A segunda, "Back In Time", mesmo composta especialmente para a obra de Zemeckis, não atingiu o mesmo sucesso e, portanto, não é tão conhecida. De fato, ela não é tão boa quanto "The Power of Love", mas merece uma ouvida.
Zemeckis sugeriu que Huey Lewis and the News criasse uma canção tema. A primeira tentativa da banda foi rejeitada pela Universal, antes deles gravarem "The Power Of Love". O estúdio adorou a canção final, porém ficou desapontado que a letra não tinha o título do filme, então eles enviaram memorandos para as estações de rádio sempre mencionarem a associação com "Back To The Future". No final, a faixa "Back in Time" apareceu no filme, tocada quando Marty acorda depois de retornar de 1955 e durante os créditos finais. Huey Lewis faz uma ponta no filme como o professor escolar que rejeita a banda de Marty por tocarem muito alto.
Quando Marty vai parar em 1955, a canção que toca quando ele chega em Hill Valley é "Mr. Sandman", dos Four Aces, um clássico do cancioneiro estadunidense e que já foi gravada até pelo Blind Guardian. A música combina perfeitamente com a ambientação nos anos 50 e a letra, com referências a Sandman, o senhor dos sonhos, ajuda a criar a atmosfera de desorientação de Marty.
Na trilha sonora inda temos “Heavens Is One Step Away”, um reggae marcante do deus da guitarra Eric Clapton (música produzida por Phill Collins) e “The Wall Flower (Dance With Me Henry)” de Etta James.
A cena do baile Encanto Submarino é, sem dúvida, um dos grandes momentos de toda a trilogia "De Volta Para o Futuro". E, como se trata de um baile, não poderia faltar música. A banda fictícia Marvin Berry and The Starlighters apresenta três números. O primeiro é "Night Train", um jazz instrumental espetacular levado pelo saxofone, tocada enquanto George McFly dança desengonçadamente, esperando sua hora de entrar em ação.
Depois de uma confusão, Marty assume a guitarra na banda. A canção que eles estão tocando quando McFly começa a desaparecer chama-se “Earth Angel (Will You Be Mine)”, da banda “The Temptations”, uma baladona dos primórdios do Rock N’ Roll, perfeita para o momento em que George beija Lorraine pela primeira vez, salvando a existência de Marty.
Para finalizar, McFly arrebenta tocando e cantando um dos maiores clássicos do Rock ‘N’ Roll. Nada menos que “Johhny B. Goode”, do mestre Chuck Berry (e que já foi até gravada pelo Judas Priest), um Blues acelerado em “Si”, nas palavras do próprio Marty. Quem nunca vibrou aumentou o volume nessa cena em que Marty faz o duck walk (aqueles pulinho que o Chuck Berry fazia e que depois seria copiado por Angus Young, do AC/DC) e perdendo o controle no solo.
Detalhe: com exceção de "Johnny B. Goode", que foi gravada para o filme antes mesmo de Michael J. Fox ser escalado, as outras duas músicas estão nas versões originais dos artistas citados. Apesar disso, nos créditos finais, elas estão creditadas a Marvin Berry and the Starlighters, sendo "Johnny B. Goode" creditada a Marty McFly and The Starlighters.
Apesar de parecer que Michael J. Fox está realmente tocando uma guitarra em "Johnny B. Goode", o supervisor musical Bones Howe contratou o professor de guitarra e músico Paul Hanson para ensinar Fox como simular todas as suas partes e fazer com que tudo parecesse realista, incluindo tocar com a guitarra atrás da cabeça. O músico veterano Tim May tocou as verdadeiras partes da guitarra com Mark Campbell fazendo o trabalho vocal em "Johnny B. Goode", com Hanson tocando a seção do começo do filme durante a cena com os testes para bandas.


De Volta Para o Futuro Parte II tem poucas músicas e não possui uma canção tema como a de Huey Lewis no primeiro.
Em 2015, quando Marty entra no Cafe 80’s, de temática dos anos 80, "Beat It" de Michael Jackson está bombando nas caixas de som. Afinal, ninguém melhor que o ex-rei do Pop para representar tal década. E, no caso dessa música, melhor ainda pois, para quem não sabe, Michael está acompanhado por Eddie Van Halen nas guitarras. Além disso, no "De volta para o Futuro – Parte III", a música não aparece, mas Marty faz os famosos passos do "Moon Walk" enquanto o vilão atira nos pés na cena clássica de Far West.
Quando ele vai parar no 1985 alternativo no segundo filme, vagando pela praça da cidade, um Hard Rock acompanha a cena. Trata-se de “I Can’t Drive 55” de Sammy Hagar. Hagar substituiu David Lee Roth nos vocais do Van Halen, por sinal uma das influências musicais de Marty, visto na cena do primeiro filme onde ele tortura George com uma fita do Eddie Van Halen. Na trilha da Parte II, há ainda a divertida “Papa Loves Mambo” de Perry Como.
Se Alan Silvestri criou novos temas para a última parte da trilogia, a seleção de canções deixou um pouco a desejar. O ZZ Top foi recrutado para tentar fazer o que Huey Lewis fez no primeiro filme. O trabalho dos barbudos, "Doubleback", um típico Rock de bar, não conseguiu o mesmo efeito de “ The Power of love", mas é uma música empolgante. Até nos extras do terceiro DVD da trilogia tem o clip do ZZ-Top com várias cenas do filme.


Bom mesmo é escutar novamente “The Power of Love”, presente no final do filme, quando Marty e Jennifer encontram Needles, que o chama para um pega. A música toca no rádio do carro de Needles.
Agora, assista novamente aos filmes, escute as músicas, pois elas não vão sair tão facilmente da sua cabeça.

Da direita para a esquerda, o diretor da trilogia Robert Zemeckis,
a atriz Lea Thompson (Lorraine), os atores Michael J. Fox (Marty McFly) e
Christopher Lloyd (Dr. Emmett Brown) mais os coadjuvantes Huey Lewis e
 Mary Steenburgen. (Foto: Diane Bondareff/AP)

Músicas e intérpretes

De Volta Para O Futuro I
“The Power of Love – Huey Lewis and the News
“Time Bomb Town” – Lindsey Buckingham
“Back to the Future” – The Outatime Orchestra
“Heaven Is One Step Away” – Eric Clapton
“Back in Time” – Huey Lewis and the News
“Back to the Future Overture” – The Outatime Orchestra
“The Wallflower (Dance with Me Henry)” – Etta James
“Night Train” – Marvin Berry and the Starlighters
“Earth Angel (Will You Be Mine)” – Marvin Berry and the Starlighters
“Johnny B. Goode” – Marty McFly with the Starlighters
Músicas não incluidas na trilha:
“Mr. Sandman” – Four Aces
“The Ballad of Davy Crockett” – Fess Parker
“Pledging My Love” – Johnny Ace

De Volta Para O Futuro II (Todas de Alan Silvestri)
"Main Title"
"The Future"
"Hoverboard Chase"
"A Flying Delorean?"
"My Father!"
"Alternate 1985"
"If They Ever Did"
"Pair O’Docs"
"The Book"
"Tunnel Chase"
"Burn The Book"
"Western Union"
"End Title"

Faixas que não foram incluídas na trilha:
"Beat It" – Michael Jackson
"I Can’t Drive 55" – Sammy Hagar
"Mr. Sandman" – The Four Aces
"Papa Loves Mambo" – Perry Como

De Volta Para O Futuro III (Todas de Alan Silvestri)
"Main Title"
"It’s Clara (The Train Part II)"
"Hill Valley"
"The Hanging'
"At First Sight"
"Indians"
"Goodbye Clara"
"Doc Returns"
"Point of No Return (The Train Part III)"
"The Future Isn’t Written"
"The Showdown"
"Doc To The Rescue"
"The Kiss"
"We’re Out of Gas"
"Wake Up Juice"
"A Science Experiment? (The Train Part I)"
"Doubleback" - (Versão Acústica Instrumental feita por Alan Silvestri e composta por ZZ Top)
"End Credits"

Faixas que não foram incluídas na trilha:
"Doubleback" – ZZ Top

Fotos do vinis e da coleção

Vinil da trilha sonora ("The Back To The Future I, II e II"), 
miniatura Diecast do Delorean ("Back To The Future I, II e III"),
miniaturas do Deloream da Hotwheels ("Back To The Future I, II e III") e
miniatura bonecos  ("Back To The Future I").

Capa (Frente) e vinil - Foto: Diego Kloss 
Capa (Atrás) e vinil - Foto: Diego Kloss 
Box - Triologia (BR) - Foto: Diego Kloss

Miniaturas do Deloream da Hotwheels ("Back To The Future I, II e III"),
livro do making-off lançado pela Dark Side.
Coleção "De Volta Para o Futuro" - Box da Triologia,
Vinil da trilha sonora ("The Back To The Future"), 
miniatura Diecast do Delorean ("Back To The Future III"),
miniaturas do Deloream da Hotwheels ("The Back To The Future") e
miniatura do Trem que empurra o Delorean  ("Back To The Future III").

Comentários