quinta-feira, 11 de agosto de 2016

Luvnyl: a rede social dos colecionadores de vinil

Nessa semana, recebi uma sugestão de matéria bem interessante do jornalista Rafael Leal a respeito da rede social chamada Luvnyl, uma startup criada pelos curitibanos Rômulo Troian e Lucas Stavitzki. O Luvnyl é uma plataforma digital que permite o cadastro de pessoas físicas e comércios, como lojas e sebos. Os usuários se registram com seus dados pessoais, suas preferências musicais e sua “lista de desejo”, marcando os discos que têm interesse em trocar ou comprar e adicionando os amigos. Gratuita, a Luvnyl já conta com 1500 usuários cadastrados e mais de 10 mil discos. Cada participante atualiza sua página conforme o interesse: compartilhar álbuns favoritos, encontrar grupos de discussão, vender e comprar discos de outros amigos.
Entrei em contato com os criadores na 18º Feira do Vinil e trago para vocês algumas informações a respeito da inovadora e interessante rede social dos amantes do vinil.

Promover negócios e aproximar pessoas com o mesmo interesse são as possibilidades da rede Luvnyl
Novidade do final da década de 1950, o vinil retomou seu espaço no mercado da música. A prova disso é que os amantes do disco de vinil passam a contar com uma rede social que busca aproximar pessoas e gerar negócios: a Luvnyl – www.luvnyl.com – startup criada pelos curitibanos Rômulo Troian e Lucas Stavitzki, e lançada oficialmente no mês de julho. Para os aficionados, a experiência do vinil vai muito além da música. “O vinil resgata uma relação antiga com a música, que é mais do que apertar um botão, como é feito hoje em dia. Além da diferença sonora, existe toda a experiência musical, que inclui o ritual de escolher um vinil na prateleira, contar sua história, colecionar e buscar pelos discos mais raros”, explica Rômulo Troian, idealizador da rede social Luvnyl e colecionador de discos há mais de dez anos.
Fotos: Fabiano Esnarriaga

segunda-feira, 25 de julho de 2016

Conexões 23 | Neigmar da Lado A Discos entrevista Maricel

Segue a décima oitava entrevista do nosso parceiro Neigmar da Lado A Discos com a cantora e compositora paranaense de música popular Maricel.
Maricel é uma cantora e compositora paranaense que conquista com a força melódica da sua voz, a natureza evocativa das suas letras e a sinceridade nas suas canções. Iniciou profissionalmente a carreira de cantora e compositora em 2001, com a banda curitibana Lunnes. No lançamento do seu primeiro álbum, os integrantes da banda foram convidados para os programas de televisão nacionais Programa Livre do SBT e Atitude.com da Rede TV, para a divulgação do CD independente Lunnes. Na época também, chegaram a participar de shows de algumas bandas e artistas nacionais como Jards Macalé, Lobão, Pato Fu, e Capital Inicial.


Já com a decisão de seguir carreira solo - e depois de um período vivendo em Portugal - Maricel voltou ao Brasil com novas composições. Selecionou, então, onze faixas para serem produzidas por Fabio Hess. O show que inaugurou a nova fase musical foi a abertura para Los Hermanos, em Curitiba, no Teatro Guaíra.
Mais tarde, convidou Rodrigo Lemos (Lemoskine/Banda Mais Bonita da Cidade) para produzir mais três faixas que, somadas às músicas produzidas por Hess, completaram o primeiro álbum da carreira solo chamado Unni. Seu estilo musical é a união do Pop e da Nova MPB, com temas autobiográficos que falam do cotidiano e de relacionamentos.
Informações do site www.maricel.com.br

Nei: 1 - Você começou sua carreira com a banda Lunnes no início dos anos 2000? Como foi esse período?
Maricel: Foi um período de descobertas! Entendi que sabia como fazer aquilo, como subir no palco e cantar o que sentia, cantar as músicas que criava. Aprendi muito com meus colegas de banda e com o público. Entendi que sempre estamos aprendendo, que devemos ser curiosos e abertos para as novidades e que devemos seguir nossos instintos.

segunda-feira, 18 de julho de 2016

Como fazer uma embalagem para enviar vinis

Como a venda de toca-discos e a produção de vinis no Brasil vêm crescendo nos últimos anos, está se tornando comum a adquisição de alguns títulos pela internet. Com a praticidade de compra e o fácil acesso a itens dos mais diversos gêneros, colecionadores estão optando por adquirir vinis por meio de sites de compra livre ou por compra direta em sites de uma loja especializadas.
Depois de receber e enviar vários vinis pelo correios, bem como ver alguns relatos em fóruns e grupos que participo e me deparar com diversos erros cometidos por lojas e vendedores comuns, resolvi fazer um tutorial de como fazer uma embalagem simples, barata e eficiente para enviar vinis pelos correios.
Diego Kloss
Fotos: Diego Kloss
Mas antes de explanar acerca do assunto, é importante fazer algumas considerações:
  • Lembro que as embalagens são apenas sugestões, você pode conferir embalagens diferentes em outros sites. Assim, a escolha pela embalagem sugerida segue por sua responsabilidade. O blog não se responsabiliza por qualquer dano material ou físico ocasionado pela aplicação incorreta das instruções e procedimentos.
  • As embalagem descrita não é a melhor, mas possui melhor custo benefício e cumpre a função de proteger e acomodar adequadamente o vinil.
  • O blog não tem o objetivo de avaliar a qualidade do serviço postal brasileiro, mas leva em consideração a forma de transporte, acomodação e entrega das encomendas.
  • Esta página está em constante atualização, por isso se você tiver dúvidas ou sugestões, mande um email ou deixe um comentário

domingo, 17 de julho de 2016

Domínio próprio

Atenção leitores e seguidores do blog.
Primeiramente agradecemos por todos os acessos e pelo reconhecimento de nosso trabalho.
Para facilicitar o acesso, resolvemos registrar o domínio e a partir de agora passamos a ser: www.devoltaparaovinil.com.br
Aparentemente todos os links das postagens estão funcionando, mas como toda mudança tem seus percalços, alguns links podem apresentar problemas. Se isso ocorrer, pedimos que que entrem em contato pelo email <devoltaparaovinil@gmail.com>.


quinta-feira, 16 de junho de 2016

17º Feira do Vinil do Rio faz sua primeira edição do ano na Zona Sul, homenageando Wilson das Neves

Com cerca de 2000 frequentadores por edição, evento vai celebrar os 80 anos do baterista, compositor e cantor carioca, e reunir 60 expositores de todo o país, com raridades e lançamentos em LPs, CDS e compactos a preços para todos os bolsos

As edições da Feira do Vinil do Rio na Zona Sul são duas vezes ao ano e a próxima – primeira de 2016 – será no dia 19 de junho, Domingo, retornando ao Instituto Bennett, no Flamengo, onde o evento costuma colocar em torno de 2000 visitantes a cada edição, graças ao empenho do produtor Marcelo Maldonado, do curador artístico Marcello MBGroove (coletivo Vinil É Arte) e dos idealizadores Marcos Oliveira e Mauricio Gouveia (Livraria Baratos da Ribeiro). A feira tem o apoio da Satisfaction Discos e, assim como a anterior, será cobrada como entrada 1 kg de alimento, a ser doado para a instituição Lar de Tereza.



sábado, 4 de junho de 2016

Conexões 22 | Neigmar da Lado A Discos entrevista Alexandra Scotti

Segue a décima sétima entrevista do nosso parceiro Neigmar da Lado A Discos com a cantora, compositora de música popular brasileira Alexandra Scotti.
Alexandra Scotti começou seu contato com as artes ainda na infância, quando iniciou seus estudos de ballet clássico aos 6 anos, permancendo até os 18 anos.
A formação na dança foi a base para alcançar novos horizontes. Em 1994, entrou para a Universidade de Letras e Artes Cênicas em Porto Alegre. Paralelamente aos estudos de teatro, começou sua carreira como cantora e compositora.

Foto: www.fundacaoculturaldecuritiba.com.br
Natural de Caxias do Sul ( RS ), mudou-se com a familia em 1994 para Curitiba. Posteriormente, morou dois anos em São Paulo e dez anos no Rio de Janeiro, desenvolvendo vários trabalhos artísticos, entre eles, gravações de cds autorais, produção e apresentação de festivais para cantoras independentes e participações em musicais infantis.
Desde 2011, voltou a residir em Curitiba, onde continua a desenvolver seus trabalhos na área artística de modo bem abrangente, atuando simultaneamente nas áreas de música e teatro.

Nei: 1 - Como começou sua relação com a música e em que momento você decidiu se profissionalizar?
Alexandra Scotti: Desde criança ouvia Fabio Jr, Rita Lee e o pop rock que tocava nas rádios e TV. Tive fã clube do Menudo. Minha formação musical é muito voltada para esse universo. Só mais tarde fui me aproximando  da MPB e do Jazz. Fui bailarina clássica até os 17 anos e achava que essa seria minha profissão. Mas na adolescência comecei a ver que poderia cantar. Dava canjas nas festinhas e participava de shows de talentos na escola. Comecei a cantar profissionalmente aos 20 anos na Banda Froide Explica em Porto Alegre. Nessa época comecei a compor minhas primeiras canções.

Nei: 2 - Você começou como compositora, como é o seu processo de composição?
Alexandra Scotti: Eu sempre componho com o violão e parto da melodia para ir encaixando a letra. É um processo bem meu, bem particular, muito íntimo. Ultimante não tenho composto tanto, mas tenho várias canções feitas e pretendo lançar um CD autoral inédito em 2017.



sexta-feira, 27 de maio de 2016

Disney lançará vinil da trilha sonora de Star Wars - O Despertar da Força com hologramas em 3D

A Disney lançará nesse mês a trilha sonora de Star Wars: O Despertar da Força em vinil, mas não é um vinil qualquer, pois os registos apresentarão hologramas 3D, seguindo a ideia do Ultra LP, criado por Jack White para o lançamento do novo álbum solo “Lazaretto” (2014).


O vinil oferece uma experiência de holograma 3D desenvolvido por Tristan Duke da Infinity Light Science e encontrando o ângulo certo e com a quantidade perfeita de luz (seus criadores sugerem o uso do flash LED do seu smartphone). você conseguirá visualizar a Millennium Falcon no Disco 1 e um TIE Fighter do Disco 2.


Esta versão inclui a trilha sonora completa (composta por John Williams) de Star Wars: O Despertar da Força em 180 gramas e apresenta uma excelente masterização para uma experiência de audição perfeita.
O vinil será lançado no dia 17 de junho e possui número limitado, sendo adquirida na loja sa Disney por $50. Algo para colecionadores aficionados por produtos do Star Wars.

terça-feira, 24 de maio de 2016

19ª Feira do Vinil no Canal da Música

Acontece no dia 11 de junho a já tradicional Feira do Vinil no Canal da Música. Em sua 19ª edição a feira contará com expositores de Santa Catarina, São Paulo e do Paraná num dos maiores encontros de admiradores de vinil no sul do país. São mais de 40 mil títulos à venda e mais de 50 expositores entre lojas, sebos, colecionadores e vendedores especializados.
O De Volta Para o Vinil estará presente mais uma vez em parceria com a Hi-Fi Discos.


Confira as edições anteriores.

Local: Hall do Canal da Música
Data: 11 de junho
Horário: Sábado, das 10h às 18h
Endereço: Rua Júlio Perneta , 695 – Mercês
Informações: (41) 3331- 7505/ 3331-7513
Facebook
Linhas de ônibus:
1) 150 - C. MÚSICA / V. ALEGRE - Ponto na Praça Tiradentes
2) Interbairros II - Saindo do Terminal do Campina do Siqueira Sentido Mercês - descer no ponto na Rua Jacarezinho a dua quadras do Canal da Música.