terça-feira, 21 de março de 2017

Conexões 25 | Neigmar da Lado A Discos entrevista Lari Basilio

Para a vigésima entrevista na seção Conexões, nosso parceiro Neigmar da Lado A Discos conversou com a guitarrista, compositora e produtora musical Lari Basilio.
Nascida em 1988, em São Paulo, Lari Basilio é guitarrista por vocação. Desde criança já demonstrava grande amor e interesse pela música e, aos 4 anos de idade, começou a estudar órgão.
Alguns anos depois, seu pai lhe ensinou os primeiros acordes de violão, suficientes para despertar em Lari Basilio a paixão pela guitarra. Desde então, começou a estudar sozinha, tocando em igrejas evangélicas e consequentemente, participando de bandas. Amante da música instrumental, Lari Basilio passou a  compor suas próprias músicas.
Em 2011, gravou seu primeiro EP instrumental, entitulado “Lari Basilio”, que contém 5 faixas, lançado em abril de 2012, marcando oficialmente o início de sua carreira solo. Produzido por Lampadinha, o trabalho ainda conta com as participações de Felipe Andreoli (Angra) e Adriano Daga (Malta).

Lari Basilio vem se destacando pela sua técnica e versatilidade, inovando a música instrumental com seu estilo de tocar diferenciado, prova disso, é o reconhecimento público do seu vídeo postado para o 1º Concurso Cultural Santo Angelo de Música Instrumental Gospel, que obteve a maior visualização em tempo recorde.
Foi também vencedora do Samsung E-Festival 2014, na categoria Instrumental.
Lari Basilio lançou um novo trabalho o DVD e CD "The Sound of My Room" (2015). Atualmente está Los Angeles trabalhando na carreira internacional.
Informações extraídas do site www.laribasilio.com

Nei: 1 - Quando você percebeu que era uma virtuose na guitarra?
Lari Basilio: Não acho que sou virtuose (risos). Apenas me considero uma pessoa muito feliz em poder fazer o que gosto. As horas de dedicação na guitarra sempre foram por prazer, então penso que o resto é apenas consequência disso..

quinta-feira, 16 de março de 2017

21ª Feira do Vinil no Canal da Música

No dia 11 de março aconteceu a 21ª Feira do Vinil no Canal da Música.
Nessa edição, além da feira do vinil, aconteceram a feira gastronômica, exposição de carrinhos de Street Sled, Planetário, além de vários shows de bandas da capital.
Foram 54 expositores do Paraná, Santa Catarina e São Paulo que comercializam cerca de 35 mil títulos. Alguns velhos conhecidos e outros vendedores novos, ambos trouxeram um material bem diversificado para feira.

Fotos: Diego Kloss
Novamente fui somente no período da tarde e não consegui visitar a grande maioria dos expositores.
Dessa vez, fiquei bem assustado com os preços praticados por alguns vendedores, mas isso com certeza já refletiu nas vendas, afinal a feira estava bem tranquila e pouco movimentada.
Na verdade, o pessoal reclamou bastante dos preços e dessa vez eu não consegui comprar muita coisa. O boom do vinil fez com que alguns vendedores perdessem a noção e super valorizassem alguns álbuns.

quarta-feira, 8 de março de 2017

Toca-discos 07 | Como limpar a agulha do toca-discos

Vários leitores já me fizeram perguntas sobre como fazer a limpeza correta da agulha de um toca-disco e resolvi reunir alguns pontos já explanados em outros posts do blog e complementar com novas informações.
O cuidado com a agulha é essencial para preservar a vida útil dos seus vinis e exige bastante conhecimento principalmente sobre os componentes do sistema, regulagem e nivelamento de toca-discos, possíveis problemas, entre outros assuntos já abordados na seção Toca-discos.
Lembro novamente que os métodos e produtos aqui citados são apenas sugestões, assim, a escolha por esses segue por sua responsabilidade. O blog não se responsabiliza por qualquer dano material ocasionado pela mau uso dos produtos e/ou aplicação incorreta das instruções.
É importante salientar que não sou audiófilo, nem engenheiro de som, por isso o que você vai encontrar aqui é um resumo do que eu encontrei na web e conversei com colecionadores e vendedores de vinil, além é claro, da minha própria experiência.
Esta página está em constante atualização, por isso se você tiver dúvidas ou sugestões mande um email ou deixe um comentário.

Limpeza de agulhas
As agulhas dos toca-discos são feitas de um material bem duro, como a safira ou diamante e recebem um tratamento para que sua superfície fique extremamente lisa. No caso de discos estéreo, as laterais da agulha apoiam-se nas laterais do sulco. Quando a agulha fica gasta, ela adquire faces pontiagudas que destroem facilmente os sulcos do disco e precisam ser substituídas.
Além de lisa, a agulha é muito leve e pequena. Ela é montada no cantilever, uma pequena e leve haste metálica presa a um suporte de borracha bem macia. Esse mecanismo permite que a agulha percorra a trilha do sulco sem danificá-lo.

Agulha suja
Agulha limpa
Na realidade a agulha do toca-discos não suja. O que ocorre na verdade é que, em função da energia estática gerada pelo atrito, há um acúmulo na base da agulha de pequenas partículas de pó existente no vinil e em suspensão no ar, formando uma espécie de pluma.
Se tiver gordura, óleo, misturados com estas partículas, forma-se uma sujeira mais dura e difícil de ser removida. O óleo e a gordura normalmente são provenientes do manuseio incorreto na hora de tirar o vinil da capa e colocar no toca-discos.
Por isso, é importante primeiro verificar que tipo de sujeira está na agulha. Se for uma sujeira leve um pincel macio fino seco remove facilmente a sujeira. No caso de uma sujeira mais dura, existem alguns métodos e produtos que podemos utilizar para facilitar a remoção.

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

NA-NU na BAU

Nesse domingo, dia 12 de fevereiro acontece mais uma edição do NA-NU na BAU. Evento do blog NA-NU (nanu.blog.br) no espaço colaborativo Casabau. Yokohama Café, Leandro Lopes da Gaita e Letrash estão entre as atrações musicais, além de discotecagem com Babi Oeiras, mostra de filmes, performances e exposições. A Casabau fica na Al Cabral – 724 e o evento começa as 11h.

Atrações confirmadas:
Yokohama Café em apresentação acústica
Leandro Lopes da Gaita
Babi Oeiras
Letrash

Exposição de desenhos, e Retratos Ao Vivo com Guile Dias

Além disso teremos Mostra de Filmes e a ENTRADA É GRATUITA!

Endereço:
CASABAU
Alameda Cabral 724 - Mercês - Curitiba

Lucas Fernandes (NA-NU), Patricia Porto e Michele Freitas (Casabau)
Mais informações:
(41) 3206-3720
contato@casabaucwb.com
Site: http://nanu.blog.br/tag/nanunabau/
Evento: https://www.facebook.com/events/657328834447460/

Confira as atrações!

terça-feira, 31 de janeiro de 2017

MAG-LEV - O primeiro toca-discos flutuante

Quando falamos em toca-discos sabemos que existem três tipos de sistemas de tração que fazem o prato girar: por polia (idler-wheel), correia (belt-drive) ou acionamento direto (direct-drive). Porém nesse mês, descobri um projeto futurista que promete mudar de maneira drástica os tipos de tração que conhecemos. Falo do projeto MAG-LEV, um toca-discos em que o prato flutua sobre a base do toca-discos.
Foto: https://maglevaudio.com/
O MAG-LEV Audio recebeu o título de "primeiro toca-discos levitador do mundo" pois possui ímãs para suspender o prato que fica flutuando no ar sem nenhum tipo de suspensão e funciona basicamente como mesmo princípio dos brinquedos magnéticos e a tecnologia dos trens-bala.
O toca-discos flutuante é também o primeiro produto da MAG-LEV Audio, portanto, as advertências habituais de apoiar um produto de hardware em um site crowdfunding de uma empresa não testada se aplicam. A placa giratória MAG-LEV Audio começa com um preço de $780 Kickstarter, podendo ir até até $1.390 no mercado). A empresa pretende lançar em agosto de 2017.

terça-feira, 17 de janeiro de 2017

De Volta Para o Vinil Visita 10 | Sonic Discos - Especiarias Sonoras

No De volta Para o Vinil Visita de hoje, vamos conhecer a Sonic Discos - Especiarias Sonoras do meu amigo Horácio T. De Bonis, loja que trabalha com LPs, CDs, DVDs e BDs importados e nacionais.
Conheci o Horácio na 16ª Edição da Feira do Vinil no Canal da Música e desde então passei a ser cliente da Sonic Discos.
Em agosto de 2015, o Horácio conseguiu abrir uma loja física localizada no Edifício Executive Center Everest, na Rua Comendador Araújo, 143, loja 14.


Fotos: Diego Kloss
Com um ano e cinco meses de existência, a loja possui um acervo de mais de 2.400 LPs e 400 CDs, novos e usados, nacionais e importados. No acervo, há muito rock, música brasileira, trilhas sonoras, além de soul e outras peculiaridades, tudo com uma qualidade impecável. Posso dizer isso porque nunca precisei trocar nenhum disco que comprei na Sonic Discos, tamanho o cuidado que o Horácio tem para escolher e selecionar os discos que vão para a loja.